Qualquer negócio depende de uma gestão financeira eficaz para sobreviver. Entradas e saídas de valores precisam ser controladas, o capital de giro precisa estar em dia e todos os custos devem ser projetados. É um trabalho intenso e que depende, principalmente, do bom acompanhamento de todas as movimentações financeiras de uma empresa.

Para gerir esse trabalho é preciso contar com a tecnologia. Hoje, uma empresa que deseja sobreviver no mercado deve direcionar essas demandas a uma plataforma de controle e gestão, em que todos os registros financeiros são devidamente acompanhados. Assim, é possível ter saúde para continuar operando e, acima de tudo, ter lucro a partir do faturamento.

Neste post, você entenderá melhor o que é a gestão financeira e de que modo ela precisa ser feita! Entenda as obrigações de gestores e saiba quais erros devem ser evitados!

O que é gestão financeira?

A gestão financeira se trata de um trabalho de administração de todos os recursos que uma empresa tem. Isso envolve analisar os custos, reduzir despesas, projetar faturamento e garantir que haja lucro, ainda que a empresa tenha obrigações de saídas financeiras.

O papel da gestão financeira é garantir que a empresa saia ganhando. Por isso, o trabalho envolve um aprofundamento em toda atividade financeira relacionada ao negócio, com a garantia de que isso permitirá saber o quanto é gasto e o quanto é recebido.

A única maneira de ter esse controle de investimentos, despesas, lucros e orçamentos é acompanhando as movimentações financeiras de maneira detalhada e dinâmica. Hoje, a única forma de fazer isso de forma eficaz e precisa, com informações confiáveis, é usando um sistema de gestão automatizado.

Como manter a gestão financeira para lojas de materiais de construção?

Lojas de materiais de construção são um segmento varejista que precisa de um trabalho otimizado de gestão financeira. O volume diário de pedidos é alto, muitos deles em vendas de grande porte, porém, paralelamente a isso, a compra de produto também envolve a saída de recursos.

Equilibrar essa atividade é possível, mas depende de boas práticas e o uso das ferramentas certas. A seguir, saiba como ter uma gestão financeira eficaz em uma loja de material de construção.

Usar ferramentas financeiras

Softwares de gestão são a realidade atual para administrar empresas e suas operações. O mesmo vale para as demandas financeiras e o controle desses resultados. As plataformas automatizadas ajudam as lojas a manterem um controle eficaz de seu faturamento, de suas despesas de funcionamento e também de tudo que é usado para pedidos de produtos.

As plataformas de gestão se destacam porque fazem isso em tempo real, ou seja, se uma venda é feita, na mesma hora ela é registrada no sistema. Esse dinamismo é essencial para que não haja a perda de informações ou falhas na hora de registrar movimentações. Sistemas são importantes também para mostrar a origem do dinheiro e ainda gerar perspectivas de lucros.

Controlar o fluxo de caixa

O fluxo de caixa é um desafio para qualquer empresa. Se trata do monitoramento da movimentação financeira na conta da empresa. Em outras palavras, é o registro de tudo que entra e tudo o que sai. Em se tratando de varejistas do setor de materiais para construção, essa movimentação diária é intensa e é necessário que se aponte qual é a diferença entre as entradas e as saídas.

Diferentes negócios têm maior urgência na checagem e no controle do fluxo de caixa. Alguns fazem isso diariamente, outros semanalmente, mas o que importa é ter recursos para executar essa demanda com transparência e precisão. O uso de um sistema de gestão financeira evita que essa identificação de entradas e saídas precise ser feita manualmente, trabalho totalmente passível de erros.

Gerir pagamentos e cobranças

Uma das demandas mais importantes na gestão financeira é garantir que haja o recebimento e o cumprimento de obrigações. Empresas têm que arcar com uma série de pagamentos relacionados aos seus custos, esses com dia certo para vencimento. Com um sistema de gestão é possível programar o dia certo para que esse pagamento seja realizado sem atrasos e automaticamente.

O mesmo é feito quando clientes têm faturas em aberto ou devem valores. Em parcelamentos, por exemplo, a emissão da cobrança precisa ser feita no tempo certo. O problema é garantir isso em larga escala, ao trabalhar com uma base de clientes ampla. Nesse caso, a automação dos disparos das cobranças também é a melhor saída.

Administrar o capital de giro

Para ter um desempenho satisfatório e se manter equilibrado, todo varejista precisa garantir que haja o capital de giro para a empresa realizar suas atividades. Compra de produtos, custeio de energia, aluguel e outras obrigações estão incluídas no capital de giro. Esse dinheiro precisa estar sempre à disposição da empresa e se renova sempre quando há faturamento.

No entanto, tão importante quanto garantir o capital de giro é fazer uma gestão competente dele. Uma loja de materiais de construção, dependendo do porte, precisa de valores maiores. Por isso a gestão desse dinheiro deve ser dinâmica e feita com responsabilidade.

Quais são os principais erros da gestão financeira e como evitá-los?

Erros servem de aprendizado, mas é sempre bom conhecê-los antes mesmo de cometê-los. Deslizes e falhas de gestão podem custar caro à sua empresa, por isso, é importante ter atenção. Entre as principais práticas prejudiciais e falhas de controle, vale o destaque para:

  • não saber precificar seu produto;
  • não ter um capital de giro;
  • dispensar o acompanhamento do fluxo de caixa;
  • não manter o registro de todas as vendas;
  • não ter clareza nos custos e despesas da empresa;
  • ter um controle de estoque ruim e, consequentemente, não se preparar para novos pedidos;
  • não ter uma equipe contábil competente.

Qual é a importância de investir na gestão financeira​?

Sistemas de gestão empresarial automatizados e integrados são indispensáveis para empresas. Conhecidos como ERP, eles têm no mesmo ambiente uma série de módulos para administrar todas as demandas que um varejista tem em seu cotidiano. Entre essas, naturalmente, há recursos para o suporte ao controle das finanças e de todas as atividades da empresa nesse sentido.

É praticamente impossível ter precisão na gestão financeira sem o uso da tecnologia. O investimento e um ERP é fundamental e se faz necessário para trazer produtividade e redução de erros. A tecnologia permite uma postura mais estratégica na hora de lidar com o planejamento e com a administração financeira de uma empresa.

Entre as demandas principais de um varejista, a gestão financeira é uma das mais importantes. Ter acesso a registros em tempo real e controlar entradas e saídas de maneira prática é importante para ter um negócio saudável e transparência nas movimentações de recursos.

Gostou deste conteúdo? Acompanhe a CISS nas redes sociais para conferir outros posts sobre diferentes assuntos que tratam a realidade do varejo! Facebook | LinkedIn | Instagram | Twitter | YouTube

Compartilhar