Investir em gestão de orçamentos é essencial para o desenvolvimento saudável de sua empresa. Afinal, administrar o dinheiro disponível é o primeiro passo para evitar erros e garantir que o negócio se mantenha no caminho certo.

Como você sabe, no dia a dia de um negócio, inúmeras transações são realizadas. É preciso contratar fornecedores e funcionários, pagar tributos e encargos trabalhistas, contratar empréstimos e receber pagamentos. Sem controle, suas finanças podem se tornar um caos.

Quer entender melhor essa situação? Continue a leitura e descubra qual a importância da gestão orçamentária para uma empresa!

O que é gestão de orçamentos?

A gestão de orçamentos é um processo que engloba diversos aspectos importantes para a saúde financeira de uma organização, como a elaboração do plano e a análise dos resultados obtidos em um determinado período.

Trata-se de um requisito fundamental para empresas de todos os portes, que merece ainda mais atenção do pequeno e médio empreendedor, visto que ajuda a prever as despesas necessárias para o desenvolvimento do seu negócio e os melhores meios de controle das finanças.

Na prática, esse conjunto de ações cuida de todo o gerenciamento financeiro da organização, como:

  • despesas necessárias para as vendas;
  • orçamento e pedidos de vendas;
  • custos fixos e variáveis;
  • gastos com mão de obra;
  • despesas operacionais;
  • investimentos e empréstimos.

Quais são as etapas da gestão de orçamentos?

Conforme vimos, a gestão de orçamentos é um processo complexo e repleto de observações e decisões importantes. Para que tudo flua corretamente, é possível dividi-lo em três etapas fundamentais:

  1. elaboração do orçamento para o período;
  2. simulação de cenários;
  3. análise dos resultados.

Na fase de elaboração do orçamento, a empresa leva em consideração seu planejamento estratégico e precisa contar com informações precisas e atualizadas sobre sua situação financeira. Com isso, diversas questões são levantadas e definidas com o objetivo de garantir um funcionamento eficiente e coerente com o plano de desenvolvimento empresarial, como:

  • faturamento esperado para o período;
  • projeção de gastos e despesas, com logística, impostos e devoluções, por exemplo;
  • projeção de gastos com matéria-prima;
  • capital de giro necessário;
  • levantamento das despesas operacionais e com funcionários.

Depois de concluir esse plano orçamentário, é hora de se dedicar à simulação de cenários, que nada mais é que a análise de como esse orçamento se comporta perante situações esperadas e inesperadas, como uma crise financeira e a abertura de uma nova filial.

O resultado dessas análises pode sugerir que sejam realizadas alterações no orçamento inicial. Esse novo cenário é mais preciso e pode ajudar a empresa a se manter estável mesmo diante de crises e problemas.

Depois de homologar o plano orçamentário, é importante que os gestores acompanhem de perto os resultados alcançados. Para isso, podem recorrer às métricas de desempenho, aos gráficos e aos relatórios gerenciais.

Esses instrumentos fornecem uma visão geral da atual situação financeira da empresa, apresentando os pontos em que os resultados estão sendo satisfatórios e aqueles que merecem um pouco mais de atenção.

Qual a importância de uma boa gestão de orçamentos?

A gestão de orçamentos é, sem dúvidas, de grande importância para a gestão financeira empresarial. Isso, porque todo negócio precisa trabalhar com uma previsão de gastos e despesas.

Se você é daqueles empresários que ainda não se dedicam a esse processo, é hora de rever suas prioridades e reservar um pouco do seu tempo para a tarefa. Mas, afinal, por que isso é tão relevante?

Em geral, as ações realizadas permitem que você veja além do que está acontecendo agora e consiga projetar sua situação financeira dentro de um médio e longo prazo. Dessa maneira, é possível pensar em investimentos com mais segurança e tomar decisões muito mais precisas.

Vale a pena destacar que planejar o orçamento é crucial para o funcionamento do negócio, ajudando-o em diversos momentos, como:

  • o ato de precificar seus produtos e serviços;
  • a decisão de ampliar sua equipe de trabalho;
  • a necessidade de demitir funcionários;
  • a decisão de contratar empréstimos ou usar sua reserva financeira para expandir o negócio.

Investir nesse conjunto de ações é investir no sucesso de sua empresa. Afinal, ter finanças organizadas é um requisito de sobrevivência para qualquer negócio.

Quais os benefícios de uma boa gestão de orçamentos?

Para finalizar este post e não deixar qualquer dúvida sobre a importância da gestão de orçamentos, decidimos apresentar alguns dos principais benefícios que essa prática pode trazer ao seu cotidiano. Confira!

Ajuda o negócio a enfrentar as crises do mercado

O mercado está em constante oscilação. Apesar de existirem bons momentos, é totalmente possível que seu negócio enfrente uma crise ao longo de sua jornada. Quando isso ocorre, o investimento na gestão de orçamentos pode ser sua salvação.

Uma empresa organizada e com consciência sobre suas dívidas e despesas consegue lidar melhor com a recessão. Assim, ainda que as vendas diminuam, ela consegue honrar seus compromissos e se manter em atividade.

Permite mudanças de plano e adaptações mais rápidas

Um dos segredos para o sucesso no universo empresarial é a capacidade de se adaptar às necessidades e demandas do mercado. Ou seja, aproveitar as oportunidades e rever estratégias que não estão dando os resultados esperados com agilidade.

O que podemos dizer é que essas tarefas se tornam muito mais simples para quem cuida de seu orçamento. Quando tudo está previsto e as finanças são organizadas, a empresa não perde sua competitividade.

Evita erros financeiros que prejudicam a sobrevivência empresarial

Não deveria acontecer, mas muitos empresários têm dificuldades para visualizar suas finanças com clareza e precisão. A consequência direta dessa falta de controle são erros e prejuízos financeiros.

Com a gestão orçamentária em dia, você sabe exatamente quanto gastará com tributos, estoque, pessoal e marketing, por exemplo. Ou seja, terá mais visibilidade sobre os aspectos que podem prejudicar sua sobrevivência.

Conforme vimos, a gestão de orçamentos diz respeito a tudo o que envolve as finanças de uma organização. Esse processo tem um papel fundamental para seu desenvolvimento e deve ser incorporado ao dia a dia do empresário. Na prática, tudo se resume a saber organizar e aplicar o dinheiro da empresa, tomando decisões conscientes e planejadas. Por isso, mãos à obra!

Este post foi útil para você? Então, compartilhe-o com seus amigos em suas redes sociais!