Pesquisar
Close this search box.
imagem destacado de uma mesa com vários papéis, uma calculadora no foco e um notebook com gráficos ao fundo. Dos dois lados da mesa há mãos utilizando os itens, representando pessoas trabalhando para planejar o ponto de equilíbrio financeiro.

Qual a importância do ponto de equilíbrio financeiro para uma empresa?

Antes de entrarmos de cabeça na abordagem sobre a importância do ponto de equilíbrio financeiro, gostaríamos de apresentar um número: 126 bilhões. 

Sabe o que ele significa?

Esse é o valor, em reais, do endividamento das empresas em dezembro de 2023, segundo o Indicador Serasa Experian de Inadimplência das Empresas.

Ao todo, cerca de 6,6 milhões de empresas encerraram o ano passado em estado de inadimplência. Isso é quase um terço do total de empresas ativas no Brasil. No varejo, onde a taxa de inadimplência gira por volta dos 3%, o cenário foi de estabilidade. Mesmo em um ano conturbado, com vários indicativos de crise, o setor conseguiu fechar 2023 com alta de 1,7% — de acordo com levantamento feito pelo IBGE.

Dívidas bilionárias, endividamento empresarial, o que isso tem a ver com o assunto que iremos tratar aqui? A resposta é simples: tudo. 

Em um mercado cada vez mais competitivo, a sobrevivência e o sucesso de qualquer empreendimento dependem organicamente de uma gestão financeira eficaz. E, em meio ao arsenal de ferramentas que garantem uma gestão sólida, o ponto de equilíbrio se destaca como sendo uma das mais importantes. 

Quer saber melhor o que é o ponto de equilíbrio e como ele pode atuar na garantia da solidez do seu negócio? Basta continuar a leitura!

Sumário

O que é o ponto de equilíbrio financeiro?

Não tem mistério. Em linhas gerais, o ponto de equilíbrio financeiro determina o cenário em que as receitas de uma empresa são iguais aos seus custos. Ou seja, é aquele momento exato no qual o negócio nem tem lucro nem prejuízo. 

Para calcular o ponto de equilíbrio financeiro do seu negócio, é preciso considerar os custos e despesas fixas, retirando da conta tudo aquilo que não é desembolsado diretamente do caixa. Por exemplo, a depreciação, a amortização, a exaustão e a variação cambial são retirados e o resultados dos custos deverá ser igual ao valor disponível em caixa. 

Existe uma fórmula para isso. Caso você queira identificar com precisão o ponto de equilíbrio do seu negócio, basta realizar o cálculo a seguir:

Ponto de Equilíbrio Financeiro = (Despesas fixas e custos – depreciação, variação cambial, exaustão, amortização) / (margem de contribuição unitária)

A margem de contribuição unitária é o valor necessário a ser cobrado, por unidade de produto, para que os custos sejam cobertos e o seu negócio tenha lucro. Ou seja, se a divisão entre os gastos e essa margem for zero, significa que você está no seu ponto de equilíbrio financeiro.  

Entendeu até aqui? Ótimo! Então vamos agora saber qual a importância desse conhecimento para a sua vida, ou melhor, para a sua vida financeira. 

A importância do ponto de equilíbrio financeiro para uma empresa

Agora que já falamos um pouco sobre o ponto de equilíbrio financeiro e como podemos calculá-lo, chegou a hora de saber qual a relevância dele para a gestão financeira do seu negócio. 

Basicamente, o ponto de equilíbrio financeiro nos permite ter uma visão mais lúcida sobre o volume de vendas necessário para cobrir todos os custos de um determinado negócio. Pode parecer simples, mas essa ferramenta é essencial para a execução de estratégias assertivas, sobretudo no planejamento da gestão financeira — na construção de uma reserva, na precificação e até mesmo na hora de avaliar a viabilidade de alçar novos voos e desenvolver novos projetos. 

Se parecer básico demais para você, celebre! Pois a realidade por aí afora não é bem assim. De acordo com o SEBRAE, cerca de 50% das Micro e Pequenas Empresas não possuem reserva e 1 em cada 10 atuam com grandes dificuldades para pagar suas contas. É um número realmente preocupante. 

Cenários assim são plenamente evitáveis mas, para isso, a gestão financeira precisa estar sempre em dia. E, sem uma clareza sobre o ponto de equilíbrio financeiro, qualquer gestão se torna quase impossível.

Analisando o ponto de equilíbrio financeiro

Embora já tenhamos apresentado como calcular o ponto de equilíbrio financeiro, de nada adiantará o resultado se você não souber analisá-lo. Por isso, separamos algumas dicas abaixo para você converter o cálculo em análise, com o intuito de otimizar os resultados do seu negócio! Vamos lá? 

1. Entenda os seus componentes

Saiba detalhadamente o que são custos fixos, variáveis, margem de contribuição e despesas que não devem ser acrescentadas à definição do ponto de equilíbrio financeiro. Esse conhecimento diminuirá as chances de erro na realização do cálculo e, consequentemente, permitirá uma maior clareza sobre a situação financeira do seu negócio. 

2. Avalie a sua margem de contribuição

Calcule sua margem de contribuição unitária de forma minuciosa para que o ponto de equilíbrio financeiro seja condizente com a realidade. 

3. Monitore as variações de vendas

Esteja sempre atento às variações das suas vendas para realizar a atualização do ponto de equilíbrio financeiro.

Por exemplo, um ponto de equilíbrio alto significa que você, provavelmente, precisará vender um volume expressivo de produtos para conseguir cobrir seus custos. Por outro lado, um ponto de equilíbrio financeiro baixo representa um cenário mais estável e seguro. Mas como ter essa clareza sem o monitoramento de suas vendas? Por isso ele é tão importante. 

4. Reduza custos fixos

O ponto de equilíbrio financeiro traz maturidade à sua gestão, ajudando na definição dos preços e no planejamento como um todo. Sendo assim, ele te ajuda a identificar oportunidades para redução de custos, dando um verdadeiro “up” na sua saúde financeira.

5. Use o ponto de equilíbrio para tomadas de decisão 

O segredo do sucesso em qualquer negócio pode ser resumido em apenas uma palavra: estratégia. E, em matéria de estratégia, o ponto de equilíbrio é um aliado implacável! Ele irá te munir de insumos e insights consistentes, permitindo a você tomar decisões cada vez mais eficazes e positivas.

Gestão financeira a serviço do seu sucesso

Você lembra que começamos o artigo apresentando dados preocupantes do mercado empresarial? Muitas vezes, a aderência de uma crise setorial ao seu negócio é reflexo da ausência de iniciativas internas que podem te proteger de vários tipos de dificuldades.

Em meio a tantos desafios, a gestão financeira exerce um papel fundamental, seja para te ajudar a se livrar dos prejuízos ou abraçá-los de forma preocupante e, muitas vezes, definitiva. Por isso o ponto de equilíbrio financeiro é tão importante. Ele traz a clareza necessária ao seu negócio, gerando controle financeiro e antecipação de possíveis desafios.

Aqui na CISS, nós compreendemos a importância do ponto de equilíbrio e oferecemos soluções como o CISSPoder, que automatiza toda a gestão do seu negócio, incluindo a gestão financeira, sem que você precise perder tempo com cálculos, fórmulas, nem conceitos financeiros complexos. 

O mais importante é entender que o seu negócio pode — e deve — usar a gestão financeira a favor do seu sucesso, e não o contrário. Com ações simples e com as ferramentas certas, não tenha dúvida: você estará saindo na frente e preparado para enfrentar todos os desafios.


E aí, gostou deste artigo e quer saber mais sobre gestão financeira? Acesse a página principal do nosso blog, selecione o segmento de seu interesse e cadastre-se agora para começar a receber conteúdos selecionados da CISS gratuitamente. Até a próxima!

Pesquise no blog da CISS
Pesquisar
Artigos recentes​
Inscreva-se

Quer receber dicas de gestão exclusivas gratuitamente?

Para saber mais sobre como a CISS coleta, utiliza, compartilha e protege seus dados pessoais, leia a Política de Privacidade da CISS.

Compartilhe:
Você poderá gostar também: