Se a sua empresa está adaptada à era digital, provavelmente utiliza diferentes tecnologias para executar e monitorar tarefas. Neste sentido, a integração de sistemas pode ser muito benéfica para a empresa, principalmente quando falamos na troca automática das informações e de como isso ajuda a tornar o trabalho mais eficiente no dia a dia.

Ao longo deste artigo, explicaremos melhor sobre essa integração e a importância que ela tem para os negócios. Continue conosco para aprender um pouco mais sobre o tema!

O conceito de integração de sistemas

A integração de sistemas consiste em encontrar meios de fazer com que ferramentas tecnológicas distintas trabalharem em conjunto. Basicamente, se sua empresa utiliza mais de um sistema, pode conectá-los e fazer com que as informações sejam transferidas e compartilhas entre um e outro com mais facilidade, automatizando processos e aumentando a produtividade.

Para darmos um exemplo, quando o sistema PDV é integrado ao sistema ERP, você consegue em um processo de venda:

  • dar baixa automaticamente no estoque;
  • usar as informações para emitir o documento de venda;
  • fornecer a situação do estoque para acionar e planejar as próximas compras;
  • deixar todo o histórico registrado para o controle fiscal e contábil da empresa.

Esse é apenas um exemplo básico de como a integração de sistemas pode facilitar as mais variadas rotinas e tornar o fluxo de trabalho de uma empresa muito mais simples. Afinal, as informações são compartilhadas automaticamente e cada área terá acesso a elas no momento em que for necessário.

Com isso, sua equipe não precisa perder tempo exportando relatórios, buscando anotações e verificando planilhas para conseguir os dados que precisa ao executar as tarefas diárias. O trabalho fica otimizado e o risco de perder informações, ou registrá-las de maneira equivocada, se torna consideravelmente menor.

Os tipos de integração de sistemas

Existem diversas formas de fazer a integração entre sistemas utilizados em uma empresa. A seguir, listamos os principais e explicamos resumidamente como eles funcionam.

API

API é a sigla para Application Programming Interface, que em português significa Interface de Programação de Aplicações. É o tipo mais conhecido e adotado para a integração de sistemas, pois permite que os dados sejam compartilhados em tempo real, com agilidade e segurança.

De maneira simplificada, podemos dizer que a API funciona como uma ponte: ela faz a conexão entre diferentes sistemas, em que um deles coleta informações de outro sem a necessidade de receber detalhes técnicos de como aquele dado foi gerado ou processado.

Troca de dados

Nesse modelo, é necessário investir em uma solução extra, que será a responsável por fazer o compartilhamento entre as ferramentas utilizadas. Ela irá funcionar como um hub integrador, sendo intermediário na transmissão das informações de um sistema para o outro.

Banco a banco

Por fim, a integração banco a banco, como o nome sugere, ocorre quando os sistemas utilizados pela empresa precisam compartilhar da mesma base de dados. Isso significa que as estruturas de cada ferramenta precisarão ser adaptadas para que, ao extrair os dados do banco, uma não interfira na operação da outra e assim, a integração aconteça.

Nesse caso, você provavelmente precisará contratar um serviço (ou um profissional) capacitado que será responsável por fazer essa integração e garantir a manutenção da mesma.

A importância da integração

A integração de sistemas é um passo importante para otimizar os processos de uma empresa. A seguir, mostramos quais são os benefícios de utilizar soluções tecnológicas que se comuniquem entre si.

Produtividade

Com a automação do compartilhamento de informações entre as ferramentas utilizadas, consegue-se economizar um tempo considerável na execução das tarefas. Assim, a produtividade aumenta e contribui para que você e sua equipe dediquem tempo à atividades mais estratégicas.

Gestão integrada

Com sistemas integrados, a sua gestão também se torna integrada. Fica mais fácil visualizar as informações dos diversos setores na empresa e entender como a decisão de um deles vai afetar os resultados do outro.

Relatórios completos

Sistemas integrados podem aproveitar uma base de dados ainda maior ao gerar relatórios. Devido ao fato de contemplar várias áreas do negócio, essa informação fica mais completa e ajuda a melhorar os processos decisórios.

Controle sobre os processos

Com a centralização das informações, fica mais fácil para o gestor melhorar o controle sobre os fluxos de trabalho. Isso é muito importante para identificar as oportunidades de melhoria e entender quais decisões terão maior impacto nos resultados do negócio.

O passo a passo para a integração de sistemas

Para realizar um processo de integração de sistemas, é necessário passar por um período de estudos, que chamamos de levantamento e análise de requisitos, visando entender as necessidades e os objetivos de todos os envolvidos no processo. Basicamente, o passo a passo que adotamos aqui na CISS envolve:

  • avaliação dos processos que estão relacionados aos sistemas que precisam ser integrados;
  • identificação das possíveis soluções que atenderiam a demanda;
  • definição junto a empresas parceiras dos processos necessários para a integração;
  • disponibilização da API dos sistemas desenvolvidos pela CISS ou vice-versa.

É claro que, na prática, cada projeto é único e não se restringe a esses passos. Antes de cada processo de integração, nossas equipes estudam a fundo sobre o negócio do cliente e o que ele espera daquela integração, com o objetivo de encontrarmos as melhores soluções para aquela demanda.

As soluções da CISS

O sistema ERP é o coração de uma empresa. Nele se concentram todas as informações essenciais para a gestão do negócio, por isso, é normal que as integrações com outros sistemas passem por ele. Neste sentido, o ERP CISSPoder é um sistema de gestão bem completo e flexível. Ele atende desde negócios menores até empresas de grande porte, com soluções adequadas para diferentes nichos de atuação e inúmeras integrações já disponíveis.

Desenvolvido pela CISS há mais de 20 anos, o CISSPoder está em constante evolução e a melhoria contínua do sistema é uma de nossas maiores preocupações. Temos uma equipe trabalhando exclusivamente no desenvolvimento de módulos que atendam as novas demandas do mercado, a fim de permitir que os nossos clientes aperfeiçoem cada vez mais a gestão de suas empresas e assim, consigam alcançar melhores resultados — essa é a nossa missão.

No entanto, existem cada vez mais soluções disponíveis no mercado e integrá-las ao ERP, permite que os nossos clientes tenham acesso a uma gama muito maior de funcionalidades, ao mesmo tempo em que conseguem manter a centralidade das informações no sistema de gestão.

Por isso, por meio de integrações com empresas parceiras, o CISSPoder se conecta a sistemas de gestão de clientes (CRM), sistemas de pagamento e autenticação de pagamentos (como TEF e carteiras digitais), plataformas de e-commerce e marketplaces, entre outras possibilidades. Além disso, nosso ERP possui integrações nativas com as diferentes soluções também desenvolvidas pela CISS, como sistemas para frente de caixa, controle de estoque, força de vendas, geração de relatórios, etc.

Dessa forma, investir na integração de sistemas significa usufruir dos vários benefícios que a tecnologia pode trazer à operação e à gestão do negócio. Esse investimento tem um excelente custo-benefício, como mostramos ao longo deste artigo. Afinal, com todos as vantagens alcançadas, além de reduzir custos e aumentar a produtividade da equipe, é possível dedicar mais tempo nas ações que de fato vão impactar no crescimento do negócio.

Você gostou deste conteúdo e tem interesse em conhecer melhor o nosso sistema ERP e todas as vantagens que ele pode proporcionar para a sua empresa? Entre em contato conosco agora mesmo e tire todas as suas dúvidas sobre o assunto com um de nossos consultores!

Compartilhar