O selfcheckout já é uma prática bastante difundida no exterior e agora está chegando com tudo no Brasil. O objetivo é dar mais autonomia para os clientes e, ao mesmo tempo, reduzir o tempo de espera nas filas — um dos grandes fatores que levam à insatisfação dos clientes.

Quer saber o que é, como implementar e quais benefícios o seu negócio pode alcançar por meio dessa novidade? Então, continue a leitura!

O que é e como funciona o SelfCheckout

O consumidor entra no supermercado, escolhe os produtos e se dirige a um totem específico para o autoatendimento. Em seguida, ele mesmo registra os códigos de barra, empacota as mercadorias e realiza o pagamento. É assim que funciona o selfcheckout.

Com ele, quase sempre o cliente não precisa interagir com funcionários ou pedir ajuda. Por isso, o tempo gasto para concluir uma compra é consideravelmente menor, resultando em uma redução nas filas.

Para melhorar ainda mais a experiência do público, vale a pena elaborar um bom layout para a loja e identificar a localização mais estratégica para instalar esses caixas de autoatendimento.

O SelfCheckout chegou ao Brasil para ficar

Vários supermercados já apostam nessa tecnologia em todo o país, e a previsão é de que o selfcheckout represente uma mudança drástica na cultura de compras dos brasileiros.

Apesar dessa tecnologia já ser encontrada nos EUA e em países da Europa há pelo menos 5 anos, só agora o mercado brasileiro está se abrindo para essa modernização. Inclusive, algumas empresas, como a CISS, optaram por lançar a funcionalidade no Brasil somente quando o mercado e os consumidores estivessem preparados para absorver a mudança. E esse momento chegou!

Como funciona o SelfCheckout da CISS

O selfcheckout desenvolvido pela CISS foi totalmente pensado para facilitar a vida do consumidor. Por isso, oferece uma interface autoexplicativa e intuitiva, capaz de proporcionar ao usuário uma boa experiência na hora de finalizar suas compras.

Em apenas poucos toques, o cliente consegue realizar a transação. Por isso, até mesmo idosos ou pessoas que não têm tanta habilidade com eletrônicos conseguem fazer uso do terminal de autoatendimento sem dificuldades.

Segurança do SelfCheckout

A essa altura, você pode estar se perguntando se não é arriscado permitir que o próprio consumidor registre as compras, faça o pagamento e inclua os itens na sacola. Também pensando nisso, a CISS desenvolveu mecanismos para que o seu estabelecimento não tenha prejuízos ao oferecer essa comodidade para os clientes.

Um dos mecanismos de segurança está ligado a balança de precisão e permite a validação por peso dos produtos incluídos nas sacolas (confira no vídeo). Funciona assim: se, no momento de concluir a compra, a máquina identificar uma divergência entre os produtos registrados no selfcheckout e o peso das sacolas, uma luz laranja se acenderá e a transação não é concluída. Para que essa funcionalidade opere com eficácia, é muito importante que o lojista tenha cadastrado o peso de cada produto no seu sistema de gestão.

Outra funcionalidade de segurança está relacionada à compra de bebidas alcoólicas por menores de idade, que é proibida. Para resolver essa questão, o sistema pede a identificação do cliente quando é realizada a compra desse tipo de produto.

 

Confira como funciona o SelfCheckout CISS para supermercados!

 

O que é preciso para implantar o SelfCheckout

Para instalar o selfcheckout em seu supermercado, é necessário apenas espaço disponível, energia elétrica e cabos de rede. Já do ponto de vista estratégico, é importante ter atenção a alguns detalhes. Conheça os principais a seguir.

Investimento na comunicação visual

Com o equipamento instalado, é preciso investir em comunicações que estimulem os clientes a utilizar o selfcheckout e também treinar os colaboradores para fornecer as primeiras orientações, sempre procurando deixar o consumidor à vontade para finalizar as compras sozinho.

Escolha de um lugar estratégico para posicionar o selfcheckout

Colocar os terminais no meio dos outros caixas ou no canto da loja não é uma decisão eficaz. O ideal é que eles sejam alocados em lugares destinados exclusivamente para eles, com sinalização apropriada e espaço suficiente para para que os clientes circulem com seus carrinhos de maneira confortável.

Ao menor sinal de confusão, a tendência é que as pessoas deixem de usar o equipamento e prefiram ir ao caixa tradicional. Ou seja, a instalação do selfcheckout precisa ser bem planejada, para que os consumidores não hesitem em aderir ao novo modelo.

5 benefícios de apostar no autoatendimento no seu supermercado

Como é de se imaginar, adotar terminais de autoatendimento é uma decisão que pode gerar diversos benefícios para a loja. Nos próximos tópicos, você vai conhecer alguns deles.

1. Publicidade para o estabelecimento

O público, de forma geral, gosta de novidades, principalmente quando se trata da modernização de processos. Isso quer dizer que implementar o selfcheckout na loja chama a atenção de muitas pessoas, aumentando a circulação de possíveis consumidores.

2. Aumento das vendas

Ao instalar o selfcheckout, é muito provável que as vendas aumentem, já que todos querem conferir como o sistema funciona. E, mesmo após a empolgação inicial, ainda é possível contar com um volume maior de vendas, pois, como falamos no início, o selfcheckout ajuda a quebrar objeções dos clientes, como esperar em longas filas para pagar suas compras.

3. Melhor aproveitamento do espaço

Com o autoatendimento, o seu negócio ganha espaço na área de vendas, visto que ele ocupa metade do espaço de um PDV tradicional. Portanto, em uma loja com tamanho reduzido, é possível colocar mais terminais, aumentando a capacidade de atendimento.

4. Retorno sobre o investimento satisfatório

O retorno sobre investimento (ROI) da solução da CISS costuma ser entre 9 e 15 meses, em média, uma vez que cada equipamento atende entre 120 e 140 clientes por hora e um único funcionário pode supervisionar até 4 equipamentos de selfcheckout instalados. Outra vantagem é que o autoatendimento pode operar 24 horas por dia, caso sua loja funcione nesse modelo.

5. Fácil utilização

Toda operação do selfcheckout é muito intuitiva, principalmente com o pagamento via cartão de débito ou crédito. Por esse motivo, ele é facilmente operado, até mesmo por quem não tem tanta facilidade com tecnologia, o que estimula todos os clientes a experimentarem a novidade.

Como você viu, o SelfCheckout aquece as vendas da sua loja e o investimento é recuperado de diferentes maneiras. Sem contar a modernização do negócio e o aumento da satisfação dos clientes, o que aumenta as chances de fidelização.

Ficou interessou na solução? Quer saber mais como a CISS pode ajudar a sua empresa a apostar nessa tecnologia? Então, entre em contato conosco e esclareça todas as suas dúvidas sobre a nossa solução de selfcheckout!

Compartilhar