Garantir uma boa gestão de varejo é uma tarefa um tanto desafiadora, principalmente no que diz respeito a atender as necessidades do público e fidelizá-lo. Por isso, o gestor precisa atentar para alguns erros que devem ser evitados na empresa.

Ao ter essa preocupação, os resultados se tornam mais favoráveis e a estratégia implementada fica mais acertada. Por isso, elaboramos este artigo e resolvemos explicar 7 equívocos que não podem ocorrer, mostrando quais impactos eles podem causar e o que pode ser feito para evitá-los. Continue conosco e saiba quais são eles agora mesmo!

1. Desconhecer as necessidades do consumidor

Esse é um dos erros mais graves que se pode cometer na gestão de varejo. Ao deixar de identificar as necessidades e expectativas dos consumidores, as chances de gerar insatisfação são grandes.

Por outro lado, criando um perfil dos clientes, é possível entender melhor o que eles buscam e, dessa forma, oferecer um atendimento mais personalizado. Isso aproxima o relacionamento e aumenta a possibilidade de conseguir a fidelização.

2. Não variar o mix de produtos

Nesse caso, pense em você no papel de consumidor. O que acharia de chegar em uma loja que tem pouca variedade de produtos? Pode até ser que alguns clientes não considerem isso um fator determinante para procurar o concorrente. Porém, de modo geral, é algo que prejudica a imagem da empresa e pode acarretar perda nas vendas.

Por isso, procure ampliar seu mix de produtos e permitir que os consumidores possam fazer comparações (entre preço e qualidade, por exemplo) antes de decidir qual produto deseja levar.

3. Negligenciar o controle de estoque

O controle de estoque também é uma atividade importante dentro da gestão de varejo. Se ele não é feito adequadamente, pode ocasionar faltas e excessos de produtos no seu estoque.

No primeiro caso, as prateleiras podem ficar mais vazias, causando rupturas e fazendo com que você perca vendas para seu concorrente. Já no segundo, você corre o risco de comprometer o seu capital de giro em um volume de produtos que podem demorar mais a serem vendidos — sem contar na possibilidade maior de ocorrerem perdas e avarias.

Portanto, invista em ações e estratégias que ajudarão a evitar problemas como esses. Entre elas, podemos citar:

  • faça previsões de demanda e concilie as compras com fornecedores e estimativas;
  • organize o layout do depósito;
  • mantenha um controle rigoroso de todas as entradas e saídas de produtos;
  • determine um estoque máximo e mínimo para todos os itens;
  • acompanhe a Curva ABC;
  • realize inventários cíclicos.

4. Deixar de monitorar as ações realizadas

Existe um jargão bem conhecido que fala que “não se gerencia aquilo que não se mede”. Ao deixar de monitorar as ações que se coloca em prática na loja, dificilmente você saberá se elas estão levando ao alcance dos objetivos e se existe alguma falha (e onde ela ocorre) que precisa de solução.

Como saber se as ações implementadas estão sendo eficazes ou se precisam de alguma mudança? Por meio de indicadores de desempenho. Eles são uma excelente ferramenta de gestão, que permite acompanhar o resultado dos processos e avaliar se eles estão dentro do que se esperava.

Além disso, eles também ajudam a identificar as ineficiências, quais são suas possíveis causas e o que pode ser feito para corrigi-las. Ou seja, ajudam a redirecionar as estratégias e os planos de ação sempre que necessário.

Entre os indicadores que você pode acompanhar em seu negócio, podemos citar:

  • faturamento;
  • ticket médio;
  • custo de aquisição de clientes (CAC);
  • lucratividade;
  • índice de inadimplência;
  • percentual de acuracidade do estoque;
  • retorno sobre investimentos (ROI);
  • índice de satisfação dos clientes.

5. Estabelecer metas irreais

Na ansiedade de conseguir alcançar resultados satisfatórios, muitos gestores cometem o erro (muito comum) de estabelecer metas acima do que a realidade do negócio pode entregar. Isso é feito, geralmente, para que os esforços sejam maiores, contribuindo para um desempenho melhor.

Porém, em muitos casos, essa ação só leva à desmotivação dos colaboradores, uma vez que eles não alcançarão os objetivos — ou até conseguirão, mas com uma frequência bem menor.

Assim sendo, a definição de metas precisa ser feita com base no cenário real da empresa e estar dentro do que é possível alcançar, mesmo que elas sejam um pouco mais exigentes.

6. Não investir em treinamento para os colaboradores

Por mais que você tenha os processos muito bem estruturados e definidos, nada disso é suficiente se não houver investimento em treinamento para os colaboradores. São eles os responsáveis por garantir que as atividades serão realizadas com qualidade e que lidam diretamente com os clientes — sendo parte fundamental no atendimento.

Se você negligencia essa questão, corre o risco de manter profissionais sem a devida qualificação, que não entendem e nem absorvem os valores da sua empresa. No que diz respeito aos vendedores, o problema é ainda maior, uma vez que eles precisam ter conhecimento técnico a respeito dos produtos para repassá-los aos consumidores.

7. Deixar de investir em tecnologia

Em um mundo altamente conectado como o que vemos hoje, deixar de investir em tecnologia é sinônimo de perder competitividade e manter os processos ineficientes — mais lentos e com um alto risco de erros e retrabalhos.

Contudo, ao investir em um sistema de gestão próprio para lojas de material de construção, você consegue automatizar diversas rotinas, melhorar o atendimento, diminuir os custos operacionais, alcançar resultados mais satisfatórios e otimizar a gestão de varejo.

Como você pôde ver, existe uma série de erros que, se não forem monitorados e eliminados, podem comprometer todo o planejamento que você fez para a sua empresa e prejudicar o alcance de uma boa gestão de varejo — o que é fundamental para que seu negócio seja bem-sucedido e mais competitivo no mercado.

Gostou de conhecer melhor os erros que devem ser evitados e por que você deve se preocupar com isso? Quer saber um pouco mais sobre como um sistema de gestão pode auxiliar a levar a sua empresa a outro patamar? Então, entre em contato conosco e tire todas as suas dúvidas sobre a solução agora mesmo!