O comportamento do consumidor passa por transformações significativas em meio à atual revolução digital, onde a digitalização e a inteligência artificial (IA) ocupam espaço central nas discussões. Mais que isso, vemos diariamente novas formas de aplicar IA em todos os estágios da cadeia dos negócios, do planejamento às vendas.

Ao mesmo tempo, enquanto essas novas tecnologias vão tomando conta do cenário, os consumidores parecem direcionar sua atenção para questões sociais, políticas e econômicas. Diante disso, surge o questionamento de como equilibrar esses assuntos que parecem tão divergentes e como essas tendências estão influenciando no comportamento do consumidor.

As respostas fomos buscar no relatório Ipsos Flair Brasil 2024, que analisou a fundo esses tópicos e permitiu que fôssemos atrás de insights valiosos que podem fazer a diferença no atendimento de seus clientes, além de ajudar na fidelização de novos. O documento é extenso, mas conseguimos compilar aqui algumas das principais tendências relacionadas ao consumo para 2024.

7 tendências do comportamento do consumidor para 2024

  1. Consciência econômica e orçamento familiar
    Em 2024, os consumidores estarão mais atentos aos seus orçamentos devido a um poder de compra limitado. Isso implica escolhas mais conscientes e uma preferência por produtos locais, contribuindo para economias regionais e consumo sustentável.
  2. Avanço digital e Inteligência Artificial (IA)
    A digitalização continua a ser uma força dominante, redefinindo a interação entre empresas e consumidores. Nesse sentido, ferramentas de IA passarão a ser mais usadas, principalmente em chatbots, interferindo no modo usual de atendimento ao cliente e até com a eficiência operacional.
  3. Nostalgia e marketing
    A nostalgia se mostra uma tendência forte no comportamento do consumidor, com marcas utilizando lembranças afetivas para criarem conexões emocionais. Dessa forma, apostar em estratégias de marketing que evocam memórias de décadas passadas pode ser uma boa estratégia de aproximação com os consumidores.
  4. Do básico ao luxo
    Apesar das incertezas econômicas e dos pontos abordados no primeiro tópico, existe também uma parcela dos consumidores que ainda estão dispostos a gastar em prol do próprio bem-estar. Com isso, cria-se oportunidades para marcas que oferecem produtos e experiências que proporcionam prazer e satisfação pessoal.
  5. Desafios e oportunidades de ESG
    Muitas empresas ainda enfrentam desafios na implementação de agendas de ESG (sigla do inglês para Ambiental, Social e Governança) ou não dão a devida atenção a isso. No entanto, o relatório da Ipsos aponta que os consumidores se preocupam com essas pautas e que há oportunidades significativas em adotar práticas sustentáveis e responsáveis nas empresas.
  6. Conectividade e engajamento
    Há uma ênfase crescente no comportamento do consumidor em relação a construção de um relacionamento mais forte e emocional com as marcas, que vai além da simples criação de experiências significativas e duradouras. Nesse contexto, as redes sociais desempenham um papel fundamental para o aumento do engajamento, mas para além disso, é importante refletir sobre como aumentar a conectividade e o engajamento dos consumidores nos próprios PDVs.
  7. Segmentação
    Outra tendência no comportamento do consumidor cada vez mais crescente apontada pelo relatório diz respeito à segmentação de clientes. Assim, dar mais atenção aos indivíduos, fazer ações bem direcionadas, em vez de agrupar os clientes com interesses e comportamentos comuns em grandes grupos, pode ser uma estratégia mais eficiente.

O futuro do consumo

Estar atento às tendências acima é o primeiro passo para adequar a sua estratégia, mas não o único. A chave para o sucesso, na verdade, reside na capacidade de adaptar-se rapidamente às mudanças nos padrões de consumo e às expectativas dos clientes.

Isso significa investir em tecnologias como a IA e os sistemas eficientes de gestão para otimizar operações e melhorar a experiência do cliente, ao mesmo tempo em que se mantém um compromisso genuíno com práticas sustentáveis e socialmente responsáveis.

Além disso, é essencial que as marcas desenvolvam uma compreensão mais profunda de seus consumidores, indo além das segmentações tradicionais para abordar as necessidades e desejos individuais. Isso envolve não apenas conhecer seus clientes, mas também engajá-los de maneira significativa, criando experiências memoráveis que transcendam o mero ato de compra.

Se você gostou desse conteúdo, talvez se interesse também por outro que fizemos e aborda as vantagens do e-commerce em negócios de varejo.

Compartilhar