Se o comércio eletrônico já estava em alta até 2020, com a necessidade de isolamento imposta pela pandemia de Covid-19, ele se consolidou de vez como uma das principais formas de compra e venda do mundo — e não é à toa. 

São diversas as vantagens do e-commerce para o varejo, e, neste artigo, apresentamos algumas delas. Boa leitura!

5 vantagens do e-commerce para o varejo

Durante a pandemia, as lojas virtuais foram fundamentais para manter as vendas em alta e os negócios de pé. Contudo, as vantagens continuam sendo bastante expressivas mesmo após o retorno total das atividades sociais. 

Confira as cinco principais:

1. Alcance geográfico ampliado

Enquanto uma loja física tem o alcance de público limitado ao seu local, o e-commerce rompe as barreiras geográficas. Desde que o seu varejo ofereça uma boa amplitude de entregas, pessoas dos mais diversos lugares conseguem fazer compras, o que aumenta não apenas as suas possibilidades de vendas mas, também, torna a marca mais competitiva no mercado. 

É preciso ter em mente, no entanto, que para atender aos clientes da melhor maneira e garantir que os produtos cheguem nos devidos prazos, é importante otimizar a roteirização de entregas da loja

2. Redução de custos operacionais

Uma loja virtual permite que o varejo reduza seus custos operacionais, uma vez que não é preciso investir em aluguel, manutenção e equipamentos, como os necessários para o estabelecimento físico.

Além disso, muitas operações podem ser automatizadas, como o processamento de pedidos, o gerenciamento de estoque e até mesmo o atendimento ao cliente via chatbot, o que reduz a necessidade de mão de obra.

3. Liberdade de horários

Um e-commerce não se limita a horários de funcionamento, ficando no ar 24 horas por dia, 7 dias por semana, o que permite que o varejo venda seus produtos a qualquer hora do dia ou da noite. Essa situação é vantajosa para os dois lados, porque aumenta a conveniência para os clientes e permite a geração de mais vendas para a loja.

4. Análise de comportamento do cliente

O e-commerce oferece uma série de ferramentas para coletar informações sobre os clientes, suas preferências e comportamento de compra, o que pode ser usado para melhorar a estratégia de vendas e marketing. É importante lembrar, porém, que a captação, a utilização, o armazenamento e até mesmo o descarte desses dados deve ser realizado de acordo com as exigências da Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD).

5. Integração

A integração omnichannel é uma estratégia que visa oferecer uma experiência de compra integrada e consistente em todos os canais de vendas, sejam eles físicos ou digitais, e o e-commerce faz parte disso!

Contar com uma loja virtual permite aprimorar a experiência de compra dos clientes, aumentar as vendas e fidelizar os consumidores. Com a integração, é possível oferecer aos clientes a conveniência e flexibilidade que eles esperam na era digital.

Agora que você já conferiu as vantagens do e-commerce para o varejo, aproveite para ler também o nosso artigo sobre como escalar os resultados do seu negócio com as vendas online!

Compartilhar