Quando ocorre uma ruptura de produtos no seu estabelecimento, você está diante de um grande problema. Primeiramente porque se trata de uma falha no controle de estoque. Depois, porque isso afeta diretamente a percepção que os clientes têm do seu negócio. Só por aí já dá para perceber que ela deve ser evitada a todo custo, certo?

Neste artigo vamos explicar melhor o que é a ruptura de produtos, quais são as suas consequências e o que pode ser feito para reduzir as chances de que ela ocorra. Além disso, vamos mostrar como a tecnologia contribui para alcançar esse objetivo. Continue a leitura para saber mais sobre o assunto!

O que é ruptura de produtos?

Basicamente, a ruptura de produtos é o momento em que um consumidor procura determinada mercadoria na sua loja, mas ela não está disponível na gôndola. Dessa forma, ele não pode concretizar a compra.

Essa ruptura pode acontecer com qualquer item: tanto com os de alto giro (por terem um grande volume de saída e muitas vezes não haver tempo suficiente para o fornecedor entregar um novo pedido), quanto com os de baixo giro (por sofrerem uma demanda repentina e o seu controle falhar na hora de saber o momento certo de solicitar a reposição).

Quais são as consequências da ruptura nas lojas?

A ruptura de estoque é um problema para o seu negócio, mas com ela vêm outras situações que são muito prejudiciais e envolvem até problemas na gestão financeira do negócio. A seguir, mostramos as principais.

Perda nas vendas

Sempre que um produto falta no seu PDV e um cliente procura por ele, você deixa de realizar uma transação, prejudicando a gestão de vendas. Se o problema persiste por alguns dias, o prejuízo é ainda maior, e pode até afetar a imagem do seu negócio na região.

Insatisfação dos clientes

Do ponto de vista de um consumidor: qual é a sua reação quando você procura um produto e não o encontra na loja? No mínimo, o sentimento é de frustração, certo? O mesmo ocorre quando a ruptura acontece no seu estabelecimento. Quando a falha é recorrente, as chances de perder o cliente de vez são muito grandes.

Fortalecimento dos concorrentes

Se o cliente precisa de um produto que a sua loja não vende, certamente ele vai procurar outro estabelecimento para fazer a compra. No caso de ruptura, além de prejudicar o desempenho da sua loja, você ainda fortalece os concorrentes, que vão concretizar a transação que poderia ter ocorrido com você.

Como diminuir a ruptura de produtos em um PDV?

Já sabemos que a ruptura é um problema sério, que traz consequências para as empresas. Agora, vamos mostrar como ela pode ser evitada no PDV.

Entenda os motivos que geraram a ruptura

Geralmente a ruptura de produtos é causada por diversos motivos. Entre os principais estão:

  • falta de um controle adequado dos produtos;
  • processo de acompanhamento falho;
  • demora no acionamento dos fornecedores;
  • roubos e furtos;
  • fraudes;
  • perdas (avarias, perecibilidade e data de validade).

O primeiro passo é identificar os pontos que estão gerando essa ruptura. Depois disso, para cada situação é necessário gerar um plano de ação e treinar os colaboradores para que os procedimentos sejam executados de forma correta.

Se você tem um produto que foi utilizado para outro consumo, por exemplo, deve criar um processo para que a pessoa responsável por ele dê a baixa no sistema. O mesmo serve para os casos de troca, que podem gerar desencontro de dados e fazer com que a informação disponível no sistema seja diferente da realidade.

Promova treinamentos aos colaboradores

Treinar os colaboradores responsáveis pelo controle de estoque e pela reposição dos produtos nas gôndolas é outro passo fundamental para diminuir os índices de ruptura. Sem isso, a organização dos processos não fica muito eficiente.

Realize auditorias no estoque

É recomendado que você tenha processos de auditoria para evitar a ruptura de produtos. Essa estratégia pode ser implementada de diversas formas (por departamento, seção, itens de maior valor) e frequências (semanal, quinzenal, mensal, semestral).

Dessa forma, as chances de identificar falhas precocemente são bem grandes, o que permite adotar ações mais acertadas e eficazes para solucioná-las. Em médio e longo prazo, as operações ficam mais eficientes e com menos incidência de erros e retrabalhos.

Conte com fornecedores confiáveis

Mesmo que seus processos estejam bem-estruturados e seus colaboradores estejam devidamente treinados, sem fornecedores confiáveis e pontuais, o risco de sofrer com rupturas ainda existe. O atraso no envio dos pedidos também pode ser uma das causas do problema. Então, certifique-se de negociar com parceiros que vão cumprir os prazos combinados.

Invista em um sistema de gestão

Com um sistema de gestão você centraliza as informações e os controles em uma única ferramenta, além de automatizar os processos. Com ele, o risco de erros diminui consideravelmente, além da possibilidade de gerar relatórios atualizados para acompanhar os status das operações.

Como a tecnologia pode influenciar na redução da ruptura de produtos?

A CISS oferece um sistema completo de gerenciamento de estoque. Por meio dele, é possível trazer a organização para a sua loja, com rotinas que incluem:

  • endereçamento dos itens;
  • balanço de estoque (inventário);
  • auditoria.

O sistema proporciona funcionalidades que favorecem uma melhor gestão do estoque e uma visão mais ampla de como se dá o giro dos produtos, bem como de quais decisões precisam ser tomadas no dia a dia.

É possível acompanhar e utilizar as informações para fazer a gestão de compras, realizar análises, identificar problemas e consultar o faturamento e uma série de dados que ajudam a ampliar os conhecimentos sobre as operações.

Trabalhar para diminuir a ruptura de produtos na empresa é um ponto fundamental para conseguir eficiência nas rotinas e isso é algo que influencia lá na outra ponta, com a fidelização dos clientes. Ao implementar ações acertadas, há mais chances de manter todos os produtos necessários para atender à demanda e evitar que a imagem da sua loja fique prejudicada em decorrência da indisponibilidade dos itens.

O que achou deste post? Quer entender melhor qual é o papel da tecnologia no controle de estoque e na diminuição do índice de rupturas? Entre em contato conosco e tire as suas dúvidas sobre o assunto agora mesmo!

Compartilhar