Conhecer os principais aplicativos para supermercados e entender como eles funcionam, pode contribuir para a sua estratégia de vendas, melhorando os resultados do seu negócio. Em função da pandemia de Covid-19, que estabeleceu regras quanto à circulação de pessoas, as empresas que investiram em diversos canais de atendimento se destacaram. No caso dos supermercados, os aplicativos foram uma interessante alternativa para continuar o atendimento a diferentes públicos e ampliar o alcance.

Neste post, apresentamos os principais apps existentes e por que essa deve ser uma solução inicial para supermercados que desejam iniciar no mundo das vendas online. Continue a leitura para entender mais sobre isso!

Quais são os principais aplicativos de supermercados?

A seguir, selecionamos alguns dos principais aplicativos para supermercados que poderão agregar no seu negócio. Confira!

iFood

Entre os diferenciais de cadastrar o mercado no iFood, destaca-se a oportunidade de estar na maior rede de entregas dentre os aplicativos, o que contribui muito para ter agilidade na logística.

Para cadastrar o seu negócio na ferramenta, basta acessar o site do iFood e fornecer alguns dados, como nome, CNPJ, endereço etc. Em seguida, é preciso escolher o plano ideal para o supermercado entre os dois disponíveis:

  • Plano básico: nesse caso, a entrega é feita pelo próprio supermercado. Aqui, é cobrada uma taxa de 12% em relação ao valor de todos os pedidos, mais uma taxa de 3,5% sobre os produtos que são pagos pelo aplicativo. Além disso, se as vendas ultrapassarem R$ 1.800 em 30 dias, será preciso pagar uma mensalidade de R$ 100.
  • Plano entrega: se o supermercado desejar que as entregas sejam feitas pelos entregadores do iFood, o percentual cobrado sobre todas as compras feitas é de 23%. Neste plano, se as vendas ultrapassarem R$ 1.800 em 30 dias, a mensalidade sai a R$ 130.

Rappi

Diferentemente do iFood, que foca em supermercados e restaurantes, o Rappi tem uma abrangência maior. Nesse app, os clientes têm a oportunidade de encontrar qualquer tipo de loja, além de contar com os shoppers — compradores do Rappi que vão até a loja determinada pelo cliente para adquirir algum produto específico.

Para ativar o estabelecimento no Rappi, o aplicativo cobra do restaurante um valor de R$ 40, descontados no primeiro repasse. Durante os primeiros 90 dias, não é cobrada nenhuma taxa para o estabelecimento. Quando a entrega é feita pelo app, a comissão máxima é de 18%. Quando feita pelo restaurante, 5%.

O Rappi está disponível em mais de 100 cidades brasileiras, e pode ser baixado pelo Google Play e pela App Store.

James Delivery

Parecido com o Rappi, o James Delivery entrega “qualquer coisa” ao cliente, como produtos de bar, padaria, supermercados etc.

Para fazer o cadastro do seu supermercado, basta acessar o site da empresa, informar a sua cidade e os dados do negócio. A cobrança de taxas é fracionada em três partes: taxa de serviço, taxa de entrega e valor do produto.

A taxa de serviço é cobrada se o seu estabelecimento não for parceiro do app. Nesse caso, o valor é de 14% em cima das mercadorias.

A taxa de entrega varia de acordo com o dia da semana. De segunda a sexta, o custo é de R$ 5,39. Aos finais de semana, R$ 7,19, mais um acréscimo por quilômetro rodado caso a rota tenha sido maior que 3 km.

Se o seu negócio optar por ser parceiro do James, é necessário pagar uma mensalidade de R$ 99 para ter exclusividade. Se não quiser ser exclusivo, é cobrada uma taxa de 10% em cima do valor total da mercadoria.

Por que contar com um app próprio?

Ao longo deste material, mostramos alguns aplicativos que podem ser utilizados pela sua empresa para começar no mundo do delivery. No entanto, recomendamos que eles funcionem como uma “porta de entrada” nesse universo. O seu supermercado pode começar vendendo através dessas ferramentas e, depois, migrar para um aplicativo próprio.

A seguir, explicamos o porquê dessa recomendação, apresentando alguns diferenciais que o app próprio traz para a sua empresa. Acompanhe!

Conhecimento da marca pelo público

Ao contar com um app próprio, você vai fixar a sua marca na cabeça das pessoas. Entenda: em vez de entrar no iFood ou no Rappi, o cliente entrará no aplicativo do seu supermercado para fazer compras.

Por meio de um aplicativo, você consegue construir uma base de clientes fieis para suas campanhas de marketing, o que permite que você conheça melhor seus clientes e entenda quais são os diferenciais que influenciam na decisão de compra dessas pessoas.

No caso dos aplicativos, há um impedimento no repasse desse tipo de informação, deixando seu supermercado à mercê dessas ferramentas.

Oportunidades além das entregas

Ao contar com uma ferramenta própria, você dispõe de funcionalidades que vão além de apenas realizar as entregas aos seus clientes. Por meio da solução, sua equipe terá acesso a informações detalhadas das vendas e ao controle de estoque da empresa, além da possibilidade de utilizar a integração com outras ferramentas de gestão.

Menos concorrência

Um dos pontos negativos dos outros aplicativos está relacionado à concorrência. Se uma pessoa entra na ferramenta, ela tem acesso a diversos supermercados — e isso pode ter um impacto negativo caso o concorrente esteja praticando um preço mais baixo.

Ao fixar o seu aplicativo próprio na lembrança do público, as pessoas já acessam diretamente a sua ferramenta, o que possibilitaria um aumento de vendas.

Abrangência de público

Outro ponto de destaque é contar com a abrangência de público. Você não precisará mais focar as ações apenas na região onde o supermercado está localizado. Por meio de um app próprio, é possível fazer entregas por toda a cidade!

No caso dos aplicativos listados anteriormente, existem restrições quanto às cidades — há municípios que ainda não fazem parte da rede de atuação das ferramentas, por exemplo, e outros em que a região de entrega é limitada a um raio de atendimento. O jeito mais fácil e prático de chegar ao seu cliente é por meio de um app próprio!

Fácil cadastro e usabilidade

Por fim, você terá facilidades para realizar o cadastro e para utilizar as funcionalidades do app próprio, assim como ocorre em outros aplicativos — com o diferencial de que ele terá a cara do seu estabelecimento!

Neste conteúdo, você pôde conhecer os principais aplicativos para supermercados, além de entender as vantagens e os diferenciais de uma ferramenta própria para a empresa. Independentemente da solução escolhida, não deixe de trabalhar na divulgação, para que seus clientes conheçam essas soluções e os diferenciais de realizar pedidos online — contribuindo ainda mais para otimizar os resultados do seu supermercado.

Se você gostou deste material e deseja ter acesso a outros conteúdos, basta assinar nossa newsletter e acompanhar as dicas e novidades diretamente sua caixa de e-mails!

Compartilhar