Planejar bem o layout da loja de materiais de construção é um dos aspectos mais importantes no que diz respeito à organização dos produtos e ao atendimento aos clientes. Isso permite que os itens sejam localizados com mais facilidade, por exemplo.

Para que isso seja feito com eficácia, é necessário tomar cuidado com alguns erros que podem acontecer durante o processo. Eles podem comprometer a imagem que a sua empresa transmite ao público, além de deixar a tarefa de encontrar os itens mais demorada e difícil.

Neste artigo, listamos os 7 equívocos principais em relação ao layout da loja de materiais de construção, como eles afetam o desempenho do seu negócio e explicamos como evitá-los. Continue a leitura e saiba quais são eles agora mesmo!

1. Não fazer um planejamento para o layout da loja

O planejamento do layout de loja é uma etapa fundamental antes de se iniciar qualquer organização. Ele passa pela definição da quantidade de produtos que serão expostos, o volume de pessoas que serão atendidas por dia, o perfil do público-alvo do negócio, entre outras questões que podem influenciar decisões importantes.

O ideal é também fazer uma análise de qual abordagem é a mais eficaz, sempre tendo em mente que a livre circulação das pessoas pelos ambientes é um fator que contribui para facilitar a compra e aumentar a quantidade de produtos adquiridos a cada transação.

2. Não organizar os produtos por categoria

O ideal é que os produtos sejam dispostos de acordo com a categoria em que se encaixam. Os itens de pintura, por exemplo, devem ser organizados no mesmo setor, bem próximos uns dos outros.

Dessa forma, o cliente consegue visualizar tudo o que precisa e, de repente, se lembrar de algum produto que também precisa levar, mas que não estava na lista. Além de tornar a compra mais rápida, essa simples ação pode contribuir para aumentar o ticket médio da sua loja.

Aposte no cross merchandising

Essa regra pode ser quebrada caso você queira relacionar produtos complementares, colocando amostras de itens em outras categorias. Na prática, pode-se fazer isso com produtos em promoção de uma mesma marca e com ações como “compre X e ganhe um brinde”, por exemplo.

3. Não planejar a circulação da loja

Quando se planeja bem a organização da loja, o cliente consegue entender a lógica da disposição dos produtos, o que facilita a circulação e, consequentemente, a identificação dos itens, tanto para vendedores quanto para os clientes.

O que também ajuda bastante nisso é utilizar cartazes e outros informativos que indicam quais mercadorias estão em cada corredor, por exemplo. Dessa forma, assim que entrar na loja, o cliente já saberá exatamente onde precisa ir para encontrar o que busca.

4. Descuidar da exposição dos produtos

Outro erro bem comum quando se trata de organizar o layout da loja é a falta de planejamento para a exposição dos produtos, e isso vai além da organização por categorias, como dito.

O ideal é que os produtos que têm bastante saída fiquem localizados na altura dos olhos, — atraindo a atenção para eles — enquanto os menos procurados podem ser alocados nas partes mais baixas da prateleira.

Porém, também é possível conseguir mais destaques para as chamadas “zonas frias” (que são menos visitadas pelos clientes, como os fundos da loja), de forma que elas também se tornem mais atraentes.

Uma forma de fazer isso é utilizar uma iluminação especial, placas com informações ou até mesmo um stand de ações de merchandising, por exemplo.

5. Manter a vitrine desatualizada

A vitrine é um dos principais cartões de visita da sua loja, uma vez que está relacionada, em muitos casos, ao primeiro contato que o público tem com o estabelecimento. Por isso, ela deve receber uma atenção especial e ser constantemente atualizada.

Você pode apostar na exposição de lançamentos, novidades e promoções, por exemplo. Assim, sempre que as pessoas visualizarem algo que seja interessante, ficarão mais inclinadas a entrar na loja e efetuar a compra.

Não se esqueça de sempre evitar itens que não estão disponíveis no estoque. Isso gera frustração no cliente, além de gerar uma ruptura que prejudica os resultados do negócio. Portanto, deve-se controlar o estoque adequadamente para evitar que esses problemas ocorram, mas também ter o cuidado de não anunciar o que a empresa não pode oferecer.

6. Não adotar uma identidade visual

A identidade visual de uma empresa envolve diversos fatores, como:

  • as cores utilizadas no estabelecimento;
  • o mobiliário;
  • as paredes;
  • as prateleiras;
  • os caixas.

Muitos varejistas ainda se esquecem da importância que essa ambientação tem para a experiência de compra. Entretanto, é necessário destacar que ela também está ligada ao layout da loja e pode influenciar o fluxo de pessoas que visitam (e compram).

Ela é a primeira coisa que o cliente repara quando entra em uma loja e o nível de detalhes e de cuidado com essas questões mostra o profissionalismo do negócio.

7. Desconsiderar a importância da qualidade do ambiente

Também não podemos deixar de explicar sobre a importância que a qualidade do ambiente tem para o negócio. Isso envolve a iluminação, o som ambiente, a temperatura, a limpeza, a reposição das gôndolas, entre outros aspectos que, assim como a identidade visual, afetam diretamente a experiência do cliente e revelam o profissionalismo da empresa.

Assim sendo, para evitar cometer erros que podem prejudicar a imagem da sua loja, vale a pena cuidar da qualidade do ambiente e focar em oferecer um lugar agradável para os visitantes.

O cuidado ao planejar o layout da loja mostra como a empresa se preocupa com a experiência e em fornecer um ambiente que facilite e estimule as compras. Portanto, o gestor deve sempre evitar cometer os erros listados, além de fornecer um bom atendimento para os clientes — são questões essenciais que influenciam o volume de vendas e a fidelização desses compradores.

O que achou deste artigo? Quer saber como promover melhorias na sua loja de materiais de construção e conseguir resultados ainda mais otimizados? Então, entre em contato conosco agora mesmo e tire todas as suas dúvidas!

Compartilhar