Reduzir custos de um negócio sem afetar a qualidade dos produtos e do atendimento oferecido é um dos desafios para grande parte dos estabelecimentos. No caso dos supermercados, não é diferente: existe a necessidade de entender quais são os principais gastos e estudar maneiras inovadoras de cortá-los, a fim de melhorar os resultados. Economizar com entregas, por exemplo, é um dos pontos de atenção.

Nesse caso, as principais saídas financeiras envolvidas estão voltadas para o pagamento dos seus colaboradores e para a manutenção e o abastecimento dos veículos. Existem maneiras práticas para economizar nesse aspecto, e explicamos algumas delas neste material. Continue a leitura e tire suas dúvidas!

1. Faça um planejamento

Independentemente de qual for o setor do supermercado, é preciso contar com um bom planejamento para que os gastos não ultrapassem o limite preestabelecido.

Inicialmente, é importante instituir um ciclo de análise. Não há um período certo para realizar essa avaliação, tudo depende da realidade do seu negócio. Em alguns estabelecimentos, o ideal é fazer esse controle semanal, mas em outros, há a oportunidade de realizá-lo quinzenal ou mensalmente — sugerimos que você nunca ultrapasse esse limite.

Entenda quais foram os gastos destinados à entrega de mercadorias dos últimos meses para estabelecer uma média. Se essa prática ainda não é adotada no seu negócio, é preciso colocá-la na rotina da equipe, pois será essencial para o planejamento.

Em seguida, estabeleça um valor para destinar durante esse período. Dentro dessa perspectiva, a gestão da empresa deve estudar maneiras para reduzir custos sem que isso tenha impacto na experiência do cliente.

Por meio de um bom planejamento, alguns ganhos podem ser observados pela gestão, como:

  • o gerenciamento mais eficaz do fluxo de caixa do negócio;
  • a alocação inteligente de orçamentos;
  • a possibilidade de aplicar os recursos do supermercado de maneira mais estratégica.

2. Otimize as rotas

Depois que o planejamento for feito, chegou o momento de realizar a conscientização dos seus colaboradores. De nada adianta contar com uma estratégia alinhada se os profissionais não cumprem o planejado — optando por rotas mais longas, por exemplo.

Por essa razão, é importante realizar treinamentos com todos os entregadores. Essa estratégia vai contribuir para a redução de custos e ainda possibilitar mais satisfação dos colaboradores com a empresa — uma vez que eles terão a percepção de que o negócio se preocupa com o crescimento dos funcionários.

Além disso, é importante que a gestão acompanhe de perto as rotas efetuadas pelos profissionais. Dessa forma, é possível saber se o trajeto está ou não sendo otimizado, aplicando um plano de ação para casos em que os resultados estiverem abaixo das expectativas do supermercado.

3. Acompanhe as condições de tráfego

Nem sempre o menor trajeto será o ideal para o seu profissional. Nesse sentido, indicamos que a empresa adote o uso de aplicativos que também vão acompanhar as condições de tráfego. Especialmente em grandes centros urbanos, essas ferramentas identificam onde há um volume maior de veículos e orienta o motorista a seguir por outro trajeto.

Esse tipo de estratégia vai influenciar até mesmo na percepção que o cliente tem da sua empresa. Se o prazo de entrega estipulado no momento da solicitação da compra não for cumprido, pode ser que o consumidor recorra a canais de atendimento para registrar alguma declaração. Quando isso acontece nas redes sociais, por exemplo, os comentários negativos podem impactar na decisão de compra de outros usuários que se deparam com a publicação. Isso afeta os resultados da empresa como um todo.

4. Conte com a tecnologia como aliada

Além de acompanhar as condições de tráfego por meio de ferramentas específicas, é importante que o supermercado adote soluções tecnológicas que sejam pensadas especificamente para o seu segmento. Dessa forma, a gestão terá o controle não apenas das entregas, mas do negócio de uma maneira mais ampla.

Existe a possibilidade, ainda, de apostar em um aplicativo próprio da marca. Além de ser uma oportunidade para que a sua empresa se expanda no mercado em outras regiões (e não apenas no bairro onde está localizada), você consegue oferecer mais uma alternativa para melhorar a experiência do cliente, uma vez que ele poderá realizar o pedido no conforto de sua casa e acompanhá-lo em tempo real.

5. Atente-se à rotina de abastecimento

No momento em que for realizar o controle dos gastos envolvidos nas entregas do supermercado, atente-se à rotina de abastecimento. É preciso que todas as saídas com essa finalidade sejam registradas.

Se, em um período posterior, você identificar que houve um aumento de gastos nas entregas, é preciso analisar o que aconteceu de diferente. Se as vendas não estiverem aumentando com a mesma proporção, é preciso fazer um estudo mais detalhado para identificar a causa do gargalo.

6. Faça parcerias

O marketing é uma área que pode trabalhar como uma importante aliada de diferentes setores e estratégias da empresa. Por meio dele, é possível economizar com entregas de forma simplificada a partir de parcerias. Um bom exemplo é estudar quais são os postos de combustível da sua região e fazer uma proposta que seja benéfica para ambas as partes.

Como parceiros, os estabelecimentos têm a possibilidade de oferecer descontos aos clientes de ambas as marcas. Com uma divulgação bem feita nas redes sociais — considerando sua persona (representação semifictícia do cliente ideal), o tom de voz das empresas e com um visual que seja chamativo —, certamente você terá bons resultados.

O supermercado também pode usufruir de um desconto no abastecimento, uma vez que será um cliente frequente e que atuará em constante diálogo para atrair mais público para os dois empreendimentos.

Neste conteúdo, você pôde entender algumas dicas práticas de como economizar com entregas sem afetar a qualidade dos seus serviços e do atendimento. Conforme abordamos ao longo do material, contar com a tecnologia como aliada será uma importante etapa desse processo. Para escolher a solução mais indicada para as suas necessidades, entenda quais são as empresas que destinam ferramentas específicas ao seu segmento, pois isso trará uma solução mais precisa para a sua rotina.

Você conhece outras práticas para esse tipo de economia que não mencionamos neste post? Deixe um comentário e compartilhe conosco seus conhecimentos!

Compartilhar