A popularização dos cartões trouxe inúmeras vantagens para o consumidor. No entanto, para que a empresa não sofra prejuízos com essa forma de pagamento, é necessário entender o que é a conciliação automática de cartões de crédito e débito e saber realizá-la.

Mas se você está entre os empresários e gestores que possuem dúvidas sobre o tema, não se preocupe! Preparamos um conteúdo repleto de dicas e informações que o ajudarão a realizar esse processo com segurança e eficiência. Acompanhe!

O que é conciliação de cartões?

A conciliação de cartões é o procedimento de conferência entre os valores vendidos por meio dos cartões de crédito e de débito e os valores que foram efetivamente recebidos pela empresa.

Em outras palavras, é o processo executado pela equipe de Contas a Receber, que verifica se todas as transações realizadas por meio dos cartões foram reconhecidas pelas operadoras e se os pagamentos já estão agendados.

Quer um exemplo? Imagine que sua empresa realizou 150 vendas durante o dia para clientes que utilizaram diferentes cartões. Alguns pagaram no débito, outros no crédito e o restante parcelou a compra. Perceba que existem 3 operações distintas e que as taxas e datas de repasse dos valores também são diferentes.

A conciliação, portanto, ajuda a realizar um acompanhamento detalhado e atualizado dos pagamentos. Por meio dela, você sabe exatamente quanto vai receber, quando o dinheiro estará disponível e as taxas que deverá pagar em cada situação.

Esse controle de vendas é essencial para o negócio e pode ser feito de maneira manual, por meio de planilhas e anotações. No entanto, há uma forma muito mais segura e eficiente, conhecida como conciliação automática. É o que vamos entender com este post.

Por que devo me preocupar com essa conciliação?

O uso do cartão de crédito e de débito caiu no gosto do consumidor. Com o aumento dessa demanda, cresceu o número de máquinas de cartões e, também, os métodos de controle.

Mas você sabe por que deve se preocupar em realizar a conciliação de cartões? A resposta é muito simples: pela manutenção da saúde financeira do negócio! Afinal, acreditar que receberá um valor da operadora e não ter acesso a todo o dinheiro pode ser uma situação extremamente prejudicial às suas finanças.

Assim sendo, os principais motivos para cuidar desse processo são:

  • evitar a perda de dinheiro — que afeta o fluxo de caixa;
  • verificar a cobrança de taxas diferentes das combinadas com a operadora;
  • identificar o não pagamento de uma transação.

Portanto, toda empresa que aceita essa modalidade de pagamento deve investir nessa conferência. Deixar tal responsabilidade de lado é um risco que pode desencadear o fracasso do negócio.

Como saber se estou recebendo o que vendi nos cartões?

Vender bem é apenas o primeiro passo para conquistar uma empresa rentável. Isso porque é preciso assegurar que o dinheiro está, de fato, entrando nos caixas da empresa. Mas como isso é possível?

Quando um cliente paga com cartão, seja ele de crédito ou débito, o dinheiro não é depositado automaticamente na conta empresarial. Antes disso, há todo um processo com a operadora do cartão.

Por isso, a única maneira de confirmar esse pagamento é por meio da conciliação de cartões e de uma boa gestão de contas a receber. Ainda assim, vale a pena mencionar que muitas empresas realizam esse processo de maneira manual, o que atrasa a confirmação e ainda expõe o processo a falhas humanas.

Dessa maneira, o ideal é investir em um software especializado. Com o auxílio da tecnologia você terá a certeza de que seus dados financeiros conferem e que as saídas de produtos correspondem ao capital que entra no caixa. Ou seja, fica fácil verificar se o fluxo de caixa está organizado, coerente e equilibrado.

Quais os benefícios da conciliação automática de cartões de crédito e débito?

Para que não restem dúvidas sobre o tema, é importante apontarmos os maiores benefícios que a automação da conciliação de cartões de crédito e débito pode trazer ao seu negócio. Confira!

Eliminação de erros operacionais

Uma das grandes vantagens de uma conciliação automática, sem dúvidas, é a redução de erros operacionais. Isso ocorre porque a tecnologia consegue superar possíveis falhas humanas e executar análises com mais segurança.

Redução de custos com infraestrutura

Com a implementação de um sistema de gestão dos pagamentos com cartões você consegue executar toda a conciliação em um único local. Os dados referentes às taxas cobradas, datas de pagamento, cancelamentos e erros estarão à sua disposição por meio de um único recurso, o que gera economia com infraestrutura — softwares, planilhas e computadores.

Otimização do tempo gasto no processo

As planilhas ajudam, mas é fato que o uso de um software específico é a maneira mais rápida de realizar a conferência dos dados de cartão. Levando em consideração a velha máxima de que “tempo é dinheiro”, essa otimização pode ajudá-lo a melhorar o desempenho de sua empresa e elevar os lucros.

Mais precisão na conciliação

A conciliação automática de cartões é muito mais precisa do que um processo manual. Todos os detalhes relevantes são registrados e conferidos e os relatórios gerados auxiliam o funcionário responsável a solucionar os problemas com eficiência e segurança, sem o receio de cometer erros de cálculos.

Redução de chargeback

Quem trabalha com transações de cartões de crédito e débito sabe que o chargeback — cancelamento de uma venda — representa um grande problema. Em geral, a situação é derivada de dois erros: falta de reconhecimento da compra pelo cliente ou inobservância de alguma regra da administradora.

No entanto, com o auxílio de um sistema de gestão com essa funcionalidade, como o CISSPoder, a sua empresa consegue reduzir essas ocorrências, já que terá um controle maior sobre os cancelamentos e pode se preparar para atuar na raiz do problema.

A conciliação automática de cartões de crédito e débito é a opção mais estratégica e vantajosa para o empresário que deseja ter um controle maior sobre essas transações. Conforme visto, o procedimento é imprescindível para a saúde financeira do negócio, e a tecnologia pode ser a sua grande aliada. Por isso, não deixe de fazer esse investimento em prol do crescimento de sua empresa.

O que achou das informações apresentadas? Elas te ajudaram? Então, não deixe de compartilhar este artigo em suas redes sociais. Assim você nos ajuda a levar conhecimento a outros empreendedores!