Você já utiliza o score de crédito para avaliar seus clientes? Essa é uma estratégia interessante para evitar a inadimplência e pode ajudar a definir se o cliente merece (ou não) a sua confiança.

Quando um consumidor não honra seus compromissos, a receita da empresa cai e pode haver dificuldades para arcar com os custos operacionais e com a reposição de estoque. Isso gera problemas para o fornecedor e, consequentemente, para toda a cadeia de suprimentos.

Neste artigo, você aprenderá a usar o score de crédito a favor de seu negócio. Acompanhe!

O que é o score de crédito?

Score de crédito é um indicador do nível de segurança para se fazer negócio com um determinado cliente. Por meio de uma pontuação, é possível avaliar se o indivíduo possui uma boa relação no mercado e tem o hábito de honrar suas dívidas.

O score vai de 0 a 1000, mas de onde vem essa pontuação? Simples! Ela é formada por meio de informações públicas em bancos de dados de empresas responsáveis pela análise de crédito, como o Serasa e a Assertiva, e avalia diversos comportamentos, como:

  • pagamento em dia das contas;
  • histórico de dívidas que não foram pagas;
  • relacionamento financeiro no mercado;
  • atualização dos dados cadastrais.

O que é considerado um score alto?

Conforme mencionado, o score de crédito é um índice que vai de 0 a 1000 pontos. Quanto mais próximo o cliente estiver do topo, maiores serão as chances de não se tornar inadimplente. Por outro lado, quanto menor for a pontuação, maior será o risco da operação.

Mas, afinal, o que pode ser considerado um score alto? Existe uma classificação básica para determinar o risco da operação, a qual ajuda a classificar seus clientes:

  • score baixo: até 300 pontos;
  • score médio: entre 300 e 700 pontos;
  • score alto: acima de 700 pontos.

Vale destacar que um score alto representa uma maior chance de o cliente pagar suas dívidas nos próximos 12 meses e, por isso, é interessante conceder o crédito.

Porém, é importante que você entenda que esse não é o único aspecto a ser avaliado durante a análise de crédito. Trata-se de apenas mais um recurso à sua disposição. Afinal, “o seguro morreu de velho”.

O que faz o score de crédito aumentar?

O score de crédito não é um índice estático, ou seja, ele muda com o tempo. Isso acontece porque o comportamento de uma pessoa pode melhorar ou piorar.

Muitos consumidores e empresas têm dúvidas sobre o que faz a pontuação aumentar. A resposta é bem simples e está relacionada a comportamentos positivos do consumidor, como:

  • limpar o nome;
  • pagar as contas antes do vencimento;
  • atualizar os dados cadastrais com frequência;

Ou seja, quanto melhor é o relacionamento desse cliente com o mercado, mais a pontuação cresce. É claro que isso demanda um tempo. Por isso, pode acontecer de alguém limpar o nome, mas demorar um pouco até ver o reflexo positivo no score.

Como usar essa pontuação para avaliar seus clientes?

Talvez você ainda não saiba, mas o número de endividados no Brasil é quase o total da população da Itália — 63,4 milhões de pessoas. O dado impressiona e demonstra que gestores e empreendedores precisam ser mais cautelosos ao conceder crédito.

Os riscos de vender a prazo para um consumidor que não possui o hábito de saldar sua dívida são grandes e pode colocar sua empresa em uma difícil situação financeira. Por isso, toda ajuda é bem-vinda.

O uso do score de crédito durante a análise de crédito é mais um recurso à sua disposição e precisa ser muito bem aproveitado. Quer saber como essa análise pode ajudá-lo? Confira a seguir!

Histórico conta muito!

A análise do score de crédito se baseia, principalmente, no histórico financeiro do cliente. Afinal, o passado diz muito sobre um indivíduo, não é mesmo?

Portanto, quando você confere esse índice, está conhecendo melhor o comportamento do consumidor. Quando o score é baixo, é prudente ter mais cautela na venda a prazo e evitar conceder um crédito muito elevado — ou, até mesmo, negar esse benefício.

Quando o score é alto, é um bom indicador de que o risco de inadimplência é menor. Por isso, somada às demais análises, pode ser interessante conceder o crédito ao cliente.

Nome negativado é um sinal de alerta

Infelizmente, o número de pessoas que possuem o nome negativado é grande. Isso significa que, ao acessar o score de crédito, você poderá encontrar uma baixa pontuação e, também, a informação de uma dívida pendente.

Nesse caso, é necessário interpretar bem esse sinal de alerta e proteger seu negócio dos transtornos e prejuízos que a operação pode trazer. Em resumo, você não precisa cometer o mesmo erro da outra empresa.

O score médio merece sua atenção

Há poucas dúvidas sobre o que significa um score alto e um score baixo. No entanto, não é raro encontrarmos gestores e empreendedores com dúvidas sobre o que fazer quando o cliente está classificado em um score médio.

Em resumo, esses casos exigem uma análise mais aprofundada da situação geral do consumidor. Se o score for médio, mas houver uma dívida em aberto, é provável que essa pessoa tinha um bom relacionamento no mercado, mas enfrentou (ou ainda enfrenta) alguma dificuldade para arcar com seus débitos. Portanto, fique mais atento!

Por outro lado, se o score for médio, mas não houver nenhum registro de dívida, a situação pode ser exatamente o inverso. Esse indivíduo pode estar se recuperando de uma má fase e começando a organizar sua vida financeira. Isso significa que essa pode ser uma boa oportunidade para seu negócio aumentar a rentabilidade.

E então, conseguiu aprender um pouco mais sobre o score de crédito? Caso você ainda não utilize esse índice durante a avaliação de seus clientes, é interessante começar a incorporar o hábito. Afinal, essa é uma medida preventiva e ajuda a livrar sua empresa de grandes transtornos no futuro.

Gostou deste post? Então, nos ajude a divulgá-lo para outras pessoas. Basta compartilhá-lo com seus amigos em suas redes sociais!