Pesquisar
Close this search box.

Como fazer a gestão de pedidos de compra e melhorar a negociação com fornecedores

Gerentes de varejo, tanto de negócios físicos quanto online, lidam com a importante e, por vezes, complexa tarefa de realizar a gestão de pedidos de compra do negócio. Ou seja, para garantir que suas lojas tenham sempre em estoque a mercadoria que vendem, esses gestores precisam saber o momento e a quantidade certa de comprar, tomando cuidado para não adquirir produtos em excesso nem deixar faltar.

Se identificou com essa realidade? Tem dúvidas de como organizar o processo de compras da sua empresa da forma mais eficiente possível? Leia este artigo para descobrir!

Como fazer a gestão de pedidos de compra?

Se você é responsável pelas compras em um supermercado, atacarejo ou loja de materiais de construção, sabe que a rotina da gestão de pedidos de compra é diversa, dependendo do empreendimento e do produto. O ritmo de compra de itens perecíveis é bem diferente do de um saco de cimento, por exemplo.

Nesse sentido, é importante contar com um modelo de gestão que atenda às necessidades específicas do seu negócio e que leve em consideração dados históricos para calcular exatamente a quantidade que sua empresa precisa adquirir. 

Veja a seguir alguns fatores que vão te auxiliar nesse processo.

1. Utilize um sistema de gestão completo

Contar com um sistema ERP nesses momentos torna a gestão de compras mais eficiente, pois o software identifica de forma precisa e automática quando o fornecedor deve ser contatado e a quantidade de produtos que seu negócio precisa adquirir. 

Por esse motivo, utilizar um software como o CISSPoder trará mais automação ao processo de compras, agilizando desde o lançamento dos pedidos até a recepção de mercadorias.

Com ele sua equipe de compras terá a disposição recursos como:

  • calcular fretes e prever os prazos de entrega;
  • comparar os custos de cada produto por fornecedor;
  • comprar em unidades ou embalagens;
  • definir o valor mínimo de compra por fornecedor;
  • usar fórmulas pré-configuradas para calcular um pedido mínimo;
  • analisar o histórico de compra com determinado fornecedor;
  • entre outras facilidades.

2. Defina critérios para selecionar fornecedores

Para garantir a qualidade dos produtos vendidos e o próprio gerenciamento financeiro do negócio, a gestão de pedidos de compra deve ter critérios bem estabelecidos para escolher os melhores fornecedores. 

O processo de seleção desses parceiros deve incluir a avaliação de critérios como:

  • qualidade do produto;
  • preço do item;
  • volume disponível em estoque (afinal, se você comprar de um fornecedor que em pouco tempo depois não terá mais o produto disponível, isso vai atrapalhar o seu negócio);
  • prazo de entrega;
  • nível de confiança no fornecedor;
  • tempo de mercado;
  • quantidade de reclamações e devoluções.

3. Desenvolva uma lista de parcerias favoritas

Criar uma relação de fornecedores preferidos ajudará os compradores a decidirem com mais agilidade com quem a empresa deve negociar e fazer as compras. 

No CISSPoder, por exemplo, há um recurso muito útil que deixa as configurações de compra pré-definidas, permitindo que a reposição seja feita com mais rapidez e assertividade. 

Além disso, o sistema disponibiliza a análise de giro de mercadoria, oferece sugestão para compras, relaciona produtos aos seus fornecedores, entre outros recursos que melhoram a gestão de pedidos de compra. 

Conheça mais sobre o CISSPoder e solicite um orçamento!

Pesquise no blog da CISS
Pesquisar
Artigos recentes​
Inscreva-se

Quer receber dicas de gestão exclusivas gratuitamente?

Para saber mais sobre como a CISS coleta, utiliza, compartilha e protege seus dados pessoais, leia a Política de Privacidade da CISS.

Compartilhe:
Você poderá gostar também: