Qualquer empreendedor que tenha um negócio estabelecido, fornecedores confiáveis e um produto ou serviço no qual os clientes conseguem enxergar valor, já deve ter pensado pelo menos uma vez como seria ter uma rede de franquias de sucesso.

Junto a esse pensamento, algumas perguntas — Quais são os desafios de reproduzir o modelo de negócio em outros lugares? Como selecionar os franqueados adequados? Quais são as questões jurídicas e regulatórias envolvidas em franchising? — devem acompanhar.

E com razão, pensar em ter uma rede de franquias de sucesso engloba muitas dúvidas e desafios, mas com um bom preparo, é possível superar tudo isso. Por isso, acompanhe nosso texto e descubra as respostas para muitas de suas possíveis dúvidas e conheça caminhos para você superar os obstáculos. Boa leitura.

1. Planejamento: mapeando desafios e oportunidades

O primeiro passo é avaliar o cenário em toda a sua amplitude. Isso envolve desde entender se o seu negócio tem processos bem definidos que poderiam ser replicados de forma consistente, até pensar em critérios de seleção de franqueados. Afinal, o que está em jogo aqui é a sua marca e reputação.

Assim, é preciso confiar que os seus franqueados sigam diretrizes e partilhem conceitos próximos aos seus e, principalmente, ao que os clientes esperam da sua marca. O que nos leva a outro ponto fundamental: consistência. Franquias de sucesso garantem que todas as suas unidades sigam os mesmos padrões de qualidade, operações e atendimento ao cliente.

Este também é o momento de se informar sobre questões jurídicas e regulatórias, pois o mercado de franchising envolve contratos e regulamentações complexas. Ou seja, certificar-se de que você está agindo em conformidade com as normas de compliance é essencial. Para isso:

  • Consulte um advogado especializado em franchising: trabalhe com um advogado especializado em franchising para elaborar contratos sólidos e garantir que sua operação esteja em conformidade com as regulamentações locais e nacionais.
  • Documentação: certifique-se de que todos os contratos e acordos sejam completos e detalhados para evitar mal-entendidos futuros.
  • Treinamento legal para a equipe: treine sua equipe de suporte para entender e cumprir as regulamentações específicas do setor.
  • Acompanhamento de mudanças na legislação: tenha atenção a qualquer mudança na legislação de franchising e ajuste seus processos conforme necessário.

Faça ainda uma análise da sua concorrência e de redes de franquias de forma geral. Assim, a partir dos dados e informações coletadas, você poderá identificar uma série de oportunidades, como por exemplo, locais propícios para novas franquias e perfil de franqueados de sucesso.

2. Avaliação de seleção de franqueados

Se você fizer a análise que sugerimos no tópico anterior, poderá traçar um perfil das pessoas que costumam investir em franquias. A partir daí, você poderá então definir um perfil ideal de candidato antes de começar efetivamente o processo de seleção.

Eis algumas estratégias para ajudar nessa etapa:

  • Tenha critérios de seleção claros: estabeleça critérios de seleção claros com base em habilidades, experiência e valores alinhados com a marca.
  • Faça entrevistas detalhadas: realize entrevistas detalhadas para conhecer os candidatos em profundidade. Avalie suas motivações, objetivos e habilidades de gerenciamento.
  • Dê atenção à due diligence: realize uma investigação rigorosa que inclua verificar referências, histórico financeiro e antecedentes.
  • Avalie compatibilidade cultural: certifique-se de que os candidatos compartilham os valores e a visão da sua marca.
  • Seja transparente: sobre as expectativas, responsabilidades e investimentos necessários.

3. Como estabelecer políticas de preços, royalties e taxas de franquia

Empreendedores que buscam construir franquias de sucesso precisam calibrar preços e taxas para que elas sejam justas. Isso é essencial para manter uma relação saudável entre franqueador e franqueado. A fixação dos valores, claro, depende de muitos fatores, mas deve seguir algumas diretrizes básicas:

  • Estudo de mercado: realize uma análise de mercado para determinar preços competitivos. Os preços de franquia devem ser justos e refletir o valor da marca.
  • Royalties equitativos: defina royalties que sejam proporcionais aos serviços e suporte fornecidos. Evite sobrecarregar os franqueados com taxas excessivas.
  • Taxas iniciais acessíveis: as taxas de franquia iniciais devem ser razoáveis e acessíveis para potenciais franqueados, incentivando o crescimento da rede.
  • Transparência da política financeira: seja transparente em relação às políticas de preços, royalties e taxas, para que os franqueados entendam o que estão pagando e o que receberão em troca.

Conclusão: para ter franquias de sucesso, dê um passo a mais

A expansão de um negócio em uma rede de franquias exige passar por muitas etapas, avaliar diferentes cenários e estudar a fundo não apenas o próprio negócio, como seus concorrentes e outras questões que talvez você não esteja habituado, como leis específicas de franchising e valores de royalties.

A jornada é extensa, mas a recompensa tende a ser proporcional ao esforço. E se você precisar de uma parceira nessa trajetória cheia de desafios, conte com a CISS.

Compartilhar