Pesquisar
Close this search box.

Entenda qual é a diferença entre cupom fiscal e nota fiscal

Você sabe qual é a diferença entre cupom fiscal e nota fiscal? Apesar de ambos servirem como comprovante de compra, esses documentos têm distinções importantes em relação ao seu objetivo, à sua validade legal e às informações que apresentam.

Neste artigo, você irá entender mais sobre eles e irá descobrir de uma vez por todas quais as particularidades de cada um. Acompanhe!

Qual a diferença entre cupom fiscal e nota fiscal?

A principal diferença entre cupom fiscal e nota fiscal está relacionada ao objetivo de cada documento. Enquanto o primeiro é um comprovante simplificado de compra para o consumidor, o segundo comprovante é mais completo e complexo, possuindo validade jurídica e sendo utilizado no compliance fiscal e tributário

A nota é produzida em operações de venda, troca, transferência, devolução e compra. Já o cupom é emitido por um varejista para o cliente final. 

Veja, a seguir, mais sobre as especificidades de cada um:

Cupom fiscal

O cupom fiscal é um documento que registra as informações básicas da compra, tais como:

  • a data;
  • uma descrição do serviço ou produto adquirido;
  • a forma de pagamento;
  • o valor total;
  • o troco. 

No caso desse comprovante, a maior parte das informações diz respeito ao cliente e funciona como uma ferramenta para analisar os pagamentos de tributos e impostos de uma mercadoria. Ele é emitido por um varejista para o cliente final por meio do equipamento ECF (Emissor de Cupom Fiscal), que possui a função de registrar e imprimir os dados da compra. 

Nota fiscal

Já a nota fiscal é um documento mais completo e complexo, que registra todas as informações referentes à transação comercial. Nela precisam constar os dados do negócio, do cliente e do produto adquirido. 

Justamente por ser mais completa é que com esse documento é possível fazer a troca de um produto, se necessário, enquanto com o cupom, não. 

Ela é emitida por empresas que possuem CNPJ (Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica) e possui validade jurídica, podendo ser utilizada como comprovante de compra para fins fiscais e tributários, ajudando a evitar problemas contábeis em algumas situações. 

O documento pode estar disponível tanto em papel quanto em formato eletrônico, através do sistema da Nota Fiscal Eletrônica (NF-e).  Existe, também, a versão XML desse comprovante, que ajuda a garantir a integridade das informações fiscais e tributárias por meio de sua versão virtual. 

Agora que você já sabe qual a diferença entre cupom fiscal e nota fiscal, não deixe de ler o artigo que explica o que é, para que serve e as vantagens do XML da nota fiscal!

Pesquise no blog da CISS
Pesquisar
Artigos recentes​
Inscreva-se

Quer receber dicas de gestão exclusivas gratuitamente?

Para saber mais sobre como a CISS coleta, utiliza, compartilha e protege seus dados pessoais, leia a Política de Privacidade da CISS.

Compartilhe:
Você poderá gostar também:

Segue a gente :)