Em uma loja de materiais de construção, é essencial contar com um controle de vendas e estoque eficiente. Por meio dessa estratégia, a equipe passa a ter informações centralizadas sobre os clientes, conta com um histórico detalhado sobre o relacionamento com o seu público e com um gerenciamento mais produtivo de todo o time.

Esse controle também contribui para analisar dados confiáveis sobre os processos de vendas e como anda o desempenho de cada colaborador da empresa, permitindo realizar ações para aprimorar os resultados caso haja o entendimento de que as metas não alcançaram os números almejados.

Elaboramos este material para que você entenda como é possível contar com um bom controle de vendas e estoques no negócio. Continue a leitura e saiba mais!

1. Defina controles periódicos

O ideal é que a empresa defina controles periódicos para entender como anda o estoque do negócio. Dessa forma, fica mais fácil entender quais são os produtos que mais saem e quais são aqueles que ficam armazenados por mais tempo. Nesse sentido, existe a possibilidade até mesmo de realizar ações específicas para itens que estão parados — como preços promocionais ou uma divulgação mais agressiva nas redes sociais da loja.

Contar com uma gestão de estoque contínua permitirá que a equipe entenda quais são os materiais que possibilitam ter um estoque maior ou menor, conforme a demanda dos consumidores. Esse controle também é eficaz para analisar períodos sazonais, evitando a falta de produtos. Isso gera impactos positivos diretos para o bom relacionamento com o cliente.

2. Tenha dados e informações acessíveis

Já falamos brevemente sobre a importância de analisar informações sobre períodos específicos da sua loja de materiais de construção. Esse entendimento só será possível caso a empresa conte com dados acessíveis e de fácil entendimento para toda a equipe.

Exemplo: imagine que a sua loja registrou o fluxo de vendas dos 12 meses do ano anterior. Nessas informações, a gestão terá insumos para:

  • entender quais foram os meses mais relevantes para as vendas da loja;
  • analisar quais foram os períodos de baixo fluxo, contribuindo para melhorar ações de vendas;
  • avaliar os produtos que mais tiveram saída;
  • entender se houve falta de algum item em um período do ano, entre outros dados.

A partir desses poucos exemplos, é possível chegar a algumas estratégias que poderiam ser aplicadas para melhorar os resultados da loja, como:

  • compra de produtos com alto fluxo de vendas em períodos específicos;
  • campanhas promocionais para itens que não têm tanta saída;
  • ações nas redes sociais em épocas sazonais.

3. Mantenha o cadastro de produtos atualizado

Não adianta analisar os dados dos períodos anteriores se o cadastro da sua loja não estiver atualizado. Se isso acontecer, podem faltar produtos — mesmo com o entendimento de que aquele é um bom mês para as vendas desse material.

Para que essa estratégia atenda às demandas do negócio, sugerimos algumas dicas práticas:

  • definir um processo de cadastro de produtos — qual período esse cadastro será realizado e por quais profissionais;
  • padronizar as informações — o que facilita a rápida pesquisa por parte da equipe sobre a situação de determinado material;
  • separar por categorias — contribuindo para a organização das informações.

4. Automatize os processos

Entre os diferenciais de contar com um controle de vendas e estoque automatizado destaca-se a otimização e a agilidade dos processos — o que contribui para a equipe ter uma visão mais estratégica sobre suas demandas.

A automatização de processos também permite uma melhor rastreabilidade do estoque e reduz erros e desperdícios de itens — consequentemente, gera um diferencial competitivo, visto que terá mais clientes satisfeitos com a agilidade do atendimento e com a disponibilidade de produtos.

5. Realize a contabilização do inventário do estoque

Também é indicado realizar a contabilização do inventário do estoque para um melhor controle. O inventário nada mais é do que uma listagem para identificação, contagem de produtos armazenados e classificação — três importantes etapas do controle de estoque.

Defina o tipo de inventário de estoque a ser utilizado (cíclico, permanente ou rotativo), escolha a data ideal para contabilizar o inventário e classifique os produtos. Tenha, ainda, um código de barras para cada item e não deixe de realizar o inventário constantemente, mantendo-o sempre atualizado.

Isso vai ajudar a reduzir perdas, vai melhorar a utilização do capital de giro, otimizar espaços e aumentar o conhecimento sobre os produtos disponíveis.

6. Utilize o estoque de qualquer unidade da loja ou centro de distribuição

Outro ponto que deve ser considerado no seu controle de vendas é o fato de utilizar o estoque de qualquer loja ou centro de distribuição. Entenda: um produto pode estar em falta em uma loja em específico, mas com baixas vendas em outra unidade. Assim, você vai resolver dois problemas de uma só vez: dar saída no item em uma loja com vendas abaixo do esperado e, ao mesmo tempo, repor a unidade com alto fluxo de saída, sem necessariamente precisar fechar contrato com outro fornecedor.

Como é possível ter esse controle de forma efetiva? Por meio de um ERP moderno e que tenha essa funcionalidade de controle. Além desse diferencial, um sistema como esse conta com as seguintes vantagens:

  • otimização do trabalho de toda a equipe — proporcionada pela automatização desse processo, mencionada acima;
  • relatórios aprimorados — o que permite uma análise de dados confiáveis para as principais tomadas de decisão;
  • personalização — você vai contar com as principais informações relacionadas à realidade da sua empresa;
  • melhorias para o atendimento ao cliente.

Neste conteúdo, você pôde conhecer algumas dicas úteis de controle de vendas e estoque para a loja de materiais de construção. Se essa questão for negligenciada, alguns problemas podem ser enfrentados pela sua gestão, como insatisfação de clientes, perda de vantagem competitiva no mercado e até mesmo riscos de não alcançar os resultados preestabelecidos no planejamento. O ideal é contar com a tecnologia como aliada, além de envolver toda a equipe nesse processo.

Se você gostou deste material e deseja se aprofundar em outros tópicos de uma boa gestão, continue no blog e entenda como realizar um bom controle financeiro empresarial!

Compartilhar