O setor de serviços alimentícios tem conseguido se manter apesar do longo período impossibilitado de receber clientes no local. Opções como delivery, pegue e leve ou espaços gourmet em supermercados — que não fecharam — impulsionam esse segmento, gerando crescimento.

Esse ramo de negócios depende da qualidade dos seus processos, assim tanto os itens oferecidos, como o atendimento, fazem toda a diferença. Uma maneira de garantir isso é contar com um sistema de food service para agilizar e organizar as atividades. 

Veja por que adotar esse tipo de solução e muito mais neste artigo!

O que é um sistema de food service?

Um sistema de food service trata-se de um ERP voltado para a gestão dos serviços na área de alimentação, ou seja, uma solução tecnológica específica para estabelecimentos especializados em preparar e servir refeições. 

O sistema traz acesso às informações em tempo real e a possibilidade de integração com outros softwares, para que tarefas comuns — controle de estoque, emissão de nota fiscal, consolidação de pagamentos etc. — sejam unificadas. Essa inovação centraliza o controle de toda a operação e disponibiliza para a empresa um conjunto de funcionalidades que agilizam e organizam os processos.

Por que vale a pena adotar um sistema food service?

A tecnologia se tornou uma aliada de diversas empresas na hora de facilitar a execução e o controle das atividades. Para quem oferece serviços alimentícios, que dependem de agilidade e precisão para melhor atender seus clientes, não seria diferente. A seguir, descubra 7 motivos pelos quais vale a pena adotar um sistema de food service!

1. Atualização automática de estoque

Manter um controle de estoque atualizado é mais difícil sem o apoio de um softwares de gestão. Isso porque eles automatizam essa atividade a partir da execução de um pedido, enquanto manualmente são exigidos registros específicos. 

Essa informação é fundamental para que a reposição de insumos aconteça sem que o cardápio seja prejudicado e, ao mesmo tempo, evite a compra excessiva dos itens de baixa demanda.

Até cafeterias e lanchonetes que estão inseridas em varejos alimentícios podem se beneficiar disso. Nessa situação, o ideal é consolidar as informações de ambas as frentes — itens vendidos diretamente ao consumidor e usados para a produção de lanches ou refeições —, possibilitando saber as quantidades totais exatas e também conhecer os dados separados.

2. Redução do desperdício de alimentos

O desperdício de alimentos, por esse tipo de empresa usar produtos perecíveis ou com prazo limite para o consumo seguro, é outro fator de extrema importância que sistemas de food service auxiliam a otimizar. 

Os custos dessas perdas podem ser evitados com o controle rígido da proximidade do prazo de validade, permitindo ações de contingência, como elaboração de novos pratos ou promoções, para prevenir danos maiores. 

Por isso, um sistema de food service é essencial. Ele previne que esses transtornos impactem o financeiro e a imagem do negócio e, ainda, evitam o desperdício de comida pela empresa.

3. Aumento da produtividade da equipe

A automação de tarefas de apoio, como controle de estoque, prazos de validade e conciliação bancária, entre outras, libera a equipe para focar em atender de forma ágil e eficaz os clientes. Sua produtividade aumenta e a qualidade de suas ações também.

4. Diminuição de erros

Um pedido entregue errado pode fazer um consumidor nunca mais voltar a frequentar o estabelecimento. E a demora para receber o prato também. Sem falar nos danos à imagem que situações como essa causam. Já lançamentos de caixa ou estoques incorretos podem gerar multas junto ao fisco. 

Esses são alguns dos erros que a automatização de processos por meio de um sistema de food service evita. A tecnologia desses softwares permite que as ações sejam integradas e as informações alimentem várias tarefas a partir de uma mesma entrada de dados.

5. Melhoria no monitoramento dos clientes

Ainda pensando na qualidade do atendimento aos clientes, os dados de consumo — preferências, maiores demandas, dias e horários de pico etc. — são facilmente acessados e consolidados com essa tecnologia, para que o gestor possa perceber padrões e tendências. Dessa forma, ele passa a ter a oportunidade de planejar diversos aspectos como:

  • quantidade mínima necessária de insumos em estoque;
  • distribuição da equipe;
  • tempo médio de espera;
  • promoções.

6. Emissão de relatórios mais completos

No que se refere a tomadas de decisão eficazes, a capacidade que um sistema de food service tem para coletar, consolidar e apresentar informações em relatórios de gestão mais completos faz toda a diferença.

Entender como está o andamento do negócio e agir prontamente, definindo um plano com a segurança que os dados podem oferecer, de maneira prática, permite desde a correta precificação até a antecipação de oportunidades para melhor atender o mercado.

7. Segurança fiscal e contábil

A segurança nas informações também facilita o trabalho da contabilidade. Todo esse poder de processamento de dados é utilizado para a correta tributação de produtos ou serviços, minimizando a possibilidade de que multas e outras sanções fiscais sejam aplicadas à empresa.

Como escolher a melhor opção de software?

O sistema ideal de food service deve ser uma ferramenta completa, que se integre com outros softwares — soluções de pagamento e consolidação financeira, ERPs, plataformas de marketing e vendas online — para que a automatização seja completa e a coleta de dados total.

Tanto a sua funcionalidade como a sua usabilidade devem ser simples, tendo uma navegação ágil e sem depender de diversos comandos para realizar um processo. Somado a isso, o suporte e o treinamento da equipe, disponibilizados pelo fornecedor, precisam proporcionar segurança aos operadores. Mais do que uma formação inicial abrangente, a agilidade na resolução de dificuldades é importante.

A CISS pode ajudar seu food service nesse sentido. Além de produtos adequados, que oferecem todos os diferenciais para o empreendimento, sua experiência e know how a tornam um parceiro confiável. Desde a estrutura e a equipe até o desenvolvimento técnico que ficam disponíveis para apoiar o cliente são exemplos disso.

Um sistema de food service que alia duas tendências do momento: a busca por adaptação do segmento alimentício e a necessidade de otimização, questões que todos os negócios estão enfrentando. Contar com a solução adequada e um fornecedor preparado fará a sua empresa usufruir das vantagens desse tipo de software.

Se você quer investir nesse ramo para se destacar no mercado, não perca tempo e veja este artigo sobre food service que preparamos. Ele vai te ajudar a planejar essa nova frente de trabalho!

Compartilhar